Bento XVI: Sessão Plenária da Comissão Teológica Internacional

pope

Bento XVI: Sessão Plenária da Comissão Teológica Internacional

O Papa Bento XVI recebeu nesta sexta-feira cerca de 30 participantes da Comissão Teológica Internacional, que concluiu sua sessão plenária anual.

Em seu discurso, o Papa observou que este ano a sessão se reuniu na Primeira Semana do Advento, “o que faz recordar que todo teólogo é chamado a ser homem do advento, testemunha da vigilante espera que ilumina as vias da inteligência da palavra que se fez carne”.

Bento XVI afirmou que os conflitos étnicos e religiosos no mundo tornam mais difícil “acolher a singularidade do pensar cristão de deus, mas a teologia, em diálogo com a filosofia, pode ajudar os fiéis a testemunharem que o monoteísmo trinitário é a verdadeira fonte da paz pessoal e universal”.

O Pontifice explicou ainda que a teologia católica sempre foi atenta ao elo entre fé e razão e “este papel hoje é mais necessário do que nunca para tornar possível uma sinfonia das ciências e evitar consequências violentas de uma religiosidade que se opõe à razão e de uma razão que se opõe à religião”.

Um outro aspecto importante do papel que exerce a teologia, também hoje, é a presença no campo
acadêmico. Segundo o Papa, “foi a teologia que deu o impulso na história ao nascimento da universidade”.

Antes de encerrar o encontro, o Para explicou que, para conservar a Doutrina católica, “a Igreja precisa da competente e fiel reflexão dos teólogos sobre o mistério do Deus de Jesus Cristo e de sua Igreja. Sem uma saudável e vigorosa reflexão teológica, a Igreja correria o risco de não expressar plenamente a harmonia entre fé e razão”.

Fonte: Gaudium Press

Pesquisas com células-tronco adultas por pesquisadores da Universidade de Westminster

peterhollands copyDurante o Congresso sobre células-tronco adultas, realizado no Vaticano no inicio de novembro, Edward Pentin, do informativo católico norte-americano, “National Catholic Register”, entrevistou Peter Hollands, renomado cientista clínico e pesquisador da Universidade de Westminster, em Londres. O Congresso foi promovido pelo Pontifício Conselho da Cultura juntamente com uma empresa de pesquisa nesse ramo, a NeoStem Inc.
Todas essas considerações levam o Professor Hollands a dizer: “Como cientista de células-tronco, afirma, as células-tronco adultas são o futuro”.

Na entrevista, publicada recentemente, o Professor Hollands tratou amplamente dos resultados de investigação e terapias com células-tronco adultas, e desestimulou os resultados de investigações com células-tronco embrionarias, as quais dão obtidas normalmente com a destruição de embriões humanos.

Com sua experiência de mais de 29 anos de pesquisas e estudos nessa matéria, o Professor Holland discorreu sobre quais são suas experiencias mais recentes: “Minha prioridade agora são as células-tronco do sangue do cordão umbilical. Estas são as células-tronco que podem ser conseguidas cada vez em que nasce um bebé. Elas são muito fáceis de serem obtidas e têm um potencial enorme”, afirmou.STEM CELL copy

“Estes tipos de células foram trasplantadas mais de 20.000 vezes até agora, para [tratamento de] enfermidades do sangue, e também estão sendo utilizadas em processos de medicina regenerativa. Elas podem formar os diferentes tecidos do corpo, e, ouvimos na conferência [que aconteceu em Roma] coisas assombrosas -pessoas que produzem novas células de bexigas e novas células sanguíneas, e tudo está baseado em células-tronco adultas – dai que este é realmente o caminho pelo qual devemos nos mover”, afirmou o Professor Holland.

Quando nasce um menino, o pesquisador que queira obter células-tronco adultas coloca uma pequena agulha no cordão umbilical pelo qual o sangue flui. “Esse sangue contém células-tronco, o próprio cordão umbilical contém células-tronco, assim como a placenta. Então, para que estamos olhando para a embrionarias? Simplesmente não há necessidade disso”, disse.

Fazendo alusão ao pequeníssimo avanço nas pesquisas com células-tronco embrionarias, o Professor Holland comparou com as excelentes perspectivas que oferece a pesquisa com células-tronco adultas: “Se nos atemos nesta conferencia, os avanços são enormes. Se você olha [para a pesquisa com] células-tronco embrionarias, existe, creio, um ensaio clínico em marcha agora miemo – e isso é tudo. Portanto, isso é auto-explicativo”, afirmou.

Sobre o porque da insistência do uso de células-tronco embrionarias em pesquisas neste campo, o Professor Holland formulou uma ilustrativa metáfora, que analisa essa tal insistência a partir da perspectiva científica.

“Poderíamos cultivar batatas na lua, poderíamos enviar água para lá, o solo e as sementes. Poderíamos realizar os acondicionamentos necessários, cultivar batatas, e a coisa funcionaria. Porém, por que fazer isso quando temos algo que é muito mais fácil, e você está habilitado para cultivá-la no campo? Essa é a diferença entre [células-tronco] adultas e embrionarias: a tecnologia já está aí. A [utilização] de células-tronco embrionarias é, na realidade, muito difícil de ser feita. Existem grandes preocupações sobre a formação de tumores no transplante”.

Nesse sentido, o Professor Holland conclui que, conhecendo as múltiplas objeções morais que a Igreja tem para com a destruição de embriões humanos na investigação com células-tronco embrionarias, a Igreja tem um papel muito importante no apoio à investigação como células-tronco adultas.

Abertas as celebrações pelos 120 anos da Catedral de Brazzaville

Brazzaville (Sexta-feira, 02-12-2011, Gaudium Press) Dom Anatole Milandou, arcebispo de Brazzaville, na República do Congo, abriu as celebrações pelos 120 anos da catedral do Sagrado Coração.Mgr_Milandou

Na homília da Santa Missa presidida pelo prelado, ele ressaltou que “a celebração jubilar encontra suas origens na Bíblia e um jubileu é um ano de graça que se celebra por ocasião do aniversário de uma particular graça outorgado por Deus a seu povo”.

Dom Anatole destacou ainda que “nesta ocasião cada um é convidado a tomar consciência que Deus continua hoje a conceder graças e misericórdia”. E lembrou que, durante o ano jubilar, cada um é convidado “a pedir a graça de uma conversão sincera para favorecer um encontro pessoal com Deus”.

O padroeiro deste Ano Jubilar é São José e o seu tema “Juntos amemos e construamos a catedral do Sagrado Coração: Como o Pai me enviou, também eu vos envio”.

As celebrações pelos 120 anos da Catedral de Brazzaville terminarão no próximo dia 17 de junho de 2012.

Conferência em Curitiba: A educação dos filhos no século XXI

Curitiba (Sexta-Feira, 18-11-2011, Gaudium Press) A Escola do Bosque Mananciais da Arquidiocese de Curitiba, no estado do Paraná, promoverá neste sábado, dia 19 de novembro, uma conferência com o tema “A educação dos filhos no século XXI” proferida pelo bispo emérito de Nova Friburgo, Dom Rafael Cifuentes, que foi presidente da Comissão Episcopal para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) de 2003 a 2007.

O evento, que acontecerá no Centro de Convivência da escola, iniciará as 9h30, com um pequeno café da manhã, seguido da conferência. Após a exposição de Dom Rafael será apresentado o projeto educativo da Escola do Bosque Mananciais. O encerramento do evento está programado para as 11h30.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone (41) 3352-4678 ou pelo sitewww.escoladobosque.org.br/eventos.

Sobre a Escola do Bosque Mananciais
A Escola do Bosque Mananciais é uma iniciativa da Associação de Educação Personalizada (AEP), uma entidade sem fins lucrativos fundada por algumas famílias curitibanas que pretendem proporcionar aos seus filhos uma educação integral de qualidade.

Dom Claudio Maria Celli: O cyberespaço é uma grande oportunidade de evangelização

Roma (Quarta-feira, 16-11-2011, Gaudium Press) O presidente do Pontifício Conselho para as Comuicações Sociais, Arcebispo Dom Claudio Maria Celli, fez um balanço ao jornal L’Osservatore Romano sobre o Congresso sobre a Igreja e a Cultura Digital, realizado no Chile entre os dias 17 e 19 de outurbro.

Segundo o prelado “os habitantes deste continente digital são agora mais de dois bilhões em todo o mundo e estão conectados, principalmente, através dos telefones celulares”. Dom Claudio afirma ainda que “esta é uma nova forma de realidade, embora não visíveis a olho nu, sobre pessoas reais. Um sinal encontrado nos jovens, por vezes, focada em seus telefones, computadores e iPods. Talvez a metade mais jovem dos nossos fiéis habita neste territótio, e quem sabe se a nossa linguagem, o pensamento consegue ser significativo para eles”.

view.jpeg
Segundo Dom Celli, os meios sociais devem ser campo de missão

O presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais afirma ainda que os meios sociais, devem ser campo de missão. ” A sociedade digital se compõe de milhões de pessoas que vão à Igreja no domingo ou que nunca participam da Santa Missa. Como podem se sentir tocados pelo amor de Deus se ninguém faz nada pelo seu próximo em nome de Cristo?” Dom Claudio Maria Celli aponta ainda que “o cyberespaço deve ser considerado, cada vez mais, uma grande oportunidade para a evangelização”.

Esse empenho da Igreja pela Nova Evangelização no “continente da comunicação” não é de agora, tendo em vista que “desde o Concílio Vaticano II ela foi interpelada por diversas transformações culturais, provocadas pela aceleração da comunicação em massa”. Os papas – em particular João Paulo II e Bento XVI – tem encorajado os fiéis a fazer parte efetiva no campo da comunicação, colocando o Evangelho como centro da mensagem a ser difundida e fazer conhecer a nova realidade da aldeia global.

“A comunicação está no DNA da Igreja”

Neste contexto, “com um novo saber sempre achamos que a essência de cada ato comunicativo da Igreja não pode deixar de recorrer à sua própria natureza, de uma comunidade fundada por um Deus feito homem e sua Palavra.” A essência da mensagem permanece a mesma, apesar do muitos aspectos inovadores.

Para Dom Claudio Maria Celli, “a comunicação está realmente no DNA da Igreja e ela não pode ignorar qualquer fase ou objetivo da comunicação, muito menos a ‘cultura digital’ causada por novas mídias. A comunidade dos crentes também deve reviver comunicação”.

O prelado afirma ainda que “a comunidade deve reavivar a comunicação em seu interior e iluminar a cultura digital com a luz do Evangelho, atuando como fenômeno de massa”. Esses desejos inspiraram o recente Congresso da Igreja e da Cultura Digital, promovido pela Rede da Igreja na América Latina.

Sobre a Teologia da Comunicação, Dom Claudio disse que seu objetivo não pode ser outro que “aprofunde o conhecimento de Deus do ponto de vista da comunicação.”

Neste sentido, o arcebispo recordou a declaração do arcebispo de Luján, Argentina, que afirmou que “a transformação do tempo em que vivemos, com suas virtudes e tentações, pode ser descoberto ancorado em uma nova descoberta de Deus, o mundo e a realidade profundamente amarrados uns aos outros, entrelaçados em uma comunicação dinâmica que se realiza no dom de si, e ser resolvido em uma aproximação com a comunhão.

Mais um Doutor em Filosofia dos Arautos do Evangelho

Diác. Pablo BeorleguiDiac. Pablo Beorlegui, EP, membro dos Arautos do Evangelho, defendeu sua tese de doutorado em filosofia na Universidad Pontificia Bolivariana (UPB), Medellín, Colômbia. O tema de sua pesquisa foi Los dos angélicos na qual demonstra a estreita relação entre a obra filosófica de São Tomás de Aquino e a estética das pinturas do Beato Giovanni da Fiesole, mais conhecido como Fra Angélico.

Congresso sobre o Sacramento do Matrimônio na Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino (Angelicum, Roma)

Cardeal Zenon Grocholewski
Cardeal Zenon Grocholewski

A primeira conferência, proferida por D. Giuseppe Abbà S.D.B – da Università Pontificia Salesiana –, versou sobre a ética tomista entre a lei e a virtude, considerada como problema central dentro do matrimônio.

Em seguida, o dominicano Pe. Vincenzo Benetollo O.P., Presidente da SITA, tratando do amor como “arquiteto do matrimônio”, disse que “O verdadeiro amor gera amizade e não o interesse”,[1] pois o amor que gera interesse é uma amizade imperfeita e por isso é efêmero. Assim, explicava o Pe. Benetollo, a amizade conjugal é completa e perfeita, sobretudo, porque é fruto de um amor gratuito. Enquanto não tem em vista a própria vantagem, ela é fonte de autêntica alegria. E esse amor gratuito, verdadeiro, é aquele que tem como finalidade a Deus.

IMG_2988Ainda no primeiro período do Congresso, o Pe. Terence Kennedy C.Ss.R – da Università Alfonsianum – desenvolveu considerações sobre o significado do matrimônio no pensamento de São Tomás, mostrando que “Só o matrimônio em Cristo é um ‘verdadeiro sacramento’”.[2]

A quarta conferência foi feita pelo Cardeal Zenon Grocholewski, Prefeito da Congregação para a Educação Católica, na qual considerou os direitos e os deveres dos pais ao educar os filhos. O tema foi abordado baseando-se no pensamento de São Tomás de Aquino acerca do direito natural, o qual está no fundamento dos direitos e dos deveres que têm os pais ao educar os filhos.

Após sua conferência, o Cardeal Grocholewski presidiu a celebração da Santa Missa, onde durante a homilia disse que “A qualidade da teologia cultivada, depende da fé pessoal”.[3] E ainda, que “cada um é responsável pela própria fé, pois ela aumenta ou diminui”.[4] Por isso, concluiu o cardeal, é necessário que se cultive a própria fé, pois da fé não depende apenas a teologia, mas também “o frutificar do nosso apostolado no mundo de hoje”.[5]IMG_3033

Depois da Celebração Eucarística, deu-se exposição feita pela Dra. Lorella Congiunti – Diretora da SITA – sobre o conceito filosófico de natureza no pensamento de São Tomás de Aquino. Por sua vez, o P. Aldo Vendemiati, FFB – decano de Filosofia da Pontificia Università Urbaniana – abordou o tema das referências que o Doutor Angélico faz ao direito natural ao tratar do sacramento do matrimônio. A última conferência do Congresso, feita pelo Pe. Francesco Compagnoni O.P. – do Angelicum –, versou sobre a questão do matrimônio como direito humano. Para encerrar o dia de estudos tomistas acerca do matrimônio, foi realizado um debate, dirigido pelo Profº Graziano Perillo – administrador geral da SITA e professor da Universidade Pontificia Salesiana –, sobre todos os temas abordados durante as várias conferências do dia.


[1] “Il vero amore genere amicizia e non interesse”.

[2] “Solo il matrimonio in Cristo è un ‘vero sacramento’”.

[3] “La qualità della teologia coltivata, dipende della fede personale”.

[4] “Ciascuno è responsabile per la propria fede, perché lei accresce o diminuisce”,

[5] “Il fruttificare del nostro apostolato nel mondo di oggi”.

Entrevista com o Novo embaixador do Brasil junto à Santa Sé

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 11-11-2011, Gaudium Press) O novo embaixador do Brasil junto à Santa Sé, Almir Franco de Sá Barbuda, concedeu uma entrevista exclusiva à Gaudium Press sobre as perspectivas para a sua gestão e a importância das relações o país com a Santa Sé.

Gaudium Press – No último dia 31 de novembro, Sua Excelência se reuniu com o Papa Bento XVI para apresentar suas credenciais. Quais são suas impressões sobre esse encontro?

Embaixador Almir Franco de Sá Barbuda – Foi muito bonito. O Papa está muito atento e muito bem informado sobre o Brasil. Ele conhece muitos aspectos da cultura brasileira, economia e meio ambiente. Ele é um homem muito experiente. Foi um momento muito emocionante para mim e acho que para o país.

GP – Quais partes do discurso do Papa em sua opinião são mais importantes para a futura cooperação entre o governo brasileiro e a Igreja Católica?

barbuda

Embaixador – Claro, eu enfatizei muitos dos pontos de acordo entre o Brasil e a Igreja Católica, que foi assinado em 2007. O Papa está muito agradecido por este Acordo. Este foi o primeiro ponto. Depois falamos sobre o meio ambiente. O governo faz tudo o que pode para proteger a região. E ele estava muito preocupado com a família. E o outro ponto importante foi a preocupação do Santo Padre com a saúde do ex-presidente Lula. O Santo Padre disse que iria rezar para ele se recuperar logo.

GP – Em seu discurso, o senhor mencionou que é uma “grande honra” e uma “enorme responsabilidade” representar o Brasil na Santa Sé. Quais são seus principais objetivos neste novo desafio?

Embaixador – No contrato não há realmente nada de novo, porque o Acordo contém todos os direitos especiais que a Igreja Católica já tem no Brasil. Reunimos tudo em um só documento. Este é o ponto principal. Há outros aspectos positivos, tais como as relacionadas com a preservação de monumentos católicos no Brasil, tais como igrejas antigas, a imagem do Cristo Redentor no Rio de Janeiro e muitos outros.

Eu disse ao Papa que temos tantos monumentos católicos no Brasil que a história do país pode ser contada através deles, citando apenas as igrejas católicas a partir da data da descoberta da nossa terra em 1500 pelos portugueses e como, até agora, a Igreja continua a construir no Brasil. A Igreja Católica é muito importante no país. O número de brasileiros batizados chega a quase 160 milhões, ou seja, 70% da população. Portanto, somos o país com o maior número de católicos no mundo. Isso mostra porque temos uma relação especial com a Santa Sé.

GP – Quais as áreas que gostaria de desenvolver relações com a Santa Sé?

Embaixador – Há uma grande parceria entre o Brasil e a Santa Sé. A Igreja Católica no Brasil é muito ativa na vida social e educacional. Há também muitos hospitais católicos. A Igreja trabalha muito com o governo ajudando a tirar as pessoas da pobreza extrema para trazê-lo para a classe média. Nos últimos dez anos, mais de 4 milhões de pessoas deixaram a pobreza extrema, com a ajuda da Igreja. Agora estamos trabalhando juntos para a realização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que acontecerá no Rio de Janeiro em 2013.

GP – Como o governo brasileiro contribuirá para a realização deste envento?

Embaixador – Já foi formada uma comissão especial do governo brasileiro, do estado do Rio de Janeiro e a cidade do Rio de Janeiro, além é claro, da Conferência Episcopal dos Bispos do Brasil (CNBB) e, em primeiro lugar, o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta. Aqui, nós como Embaixada também estamos tentando ajudar da melhor maneira possível.

GP – Qual é a importância do evento para o país?

Embaixador – Este é um momento especial porque será a segunda vez que o Papa Bento XVI irá para o Brasil. A primeira vez foi em 2007 para atender a todos os bispos das Conferências Episcopais da América Latina em Aparecida (SP). Ele ter escolhido o Brasil para ser a sede da Jornada para que possa voltar ao país pela segunda vez é uma grande honra e estamos orgulhosos disso.

GP – Na opinião do senhor, qual o papel que da Igreja Católica no mundo moderno e, especialmente no Brasil? E qual é a importância de sua presença no debate público?

Embaixador – Como eu disse: a colaboração no trabalho de retirar as pessoas da pobreza. Ela nos ajuda na educação, social e do funcionamento dos hospitais. Tem um importante papel desempenhado pela Conferência Episcopal, que está presente em todo o país. Bispos e sacerdotes são muito ativos em todos os cantos do Brasil. Eles também ajudam os índios.

Anna Artymiak

10ª Edição do Natal dos Sonhos na Arquidiocese de São Paulo

natal_dos_sonhos_2011.jpg
Trata-se da 10ª Campanha Natal dos Sonhos/ Foto: Arquidiocese de São Paulo

São Paulo (Segunda-feira, 14-11-2011,Gaudium Press) A Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo está realizando a 10ª edição da Campanha Natal dos Sonhos, que todos os anos arrecada brinquedos para as crianças carentes atendidas por entidades sociais.

Como tema “Solidariedade transforma o mundo! Doe um brinquedo”, a campanha tem o objetivo de “resgatar a infância perdida das crianças e adolescentes da cidade de São Paulo, através do lúdico, do pedagógico e da defesa do Direito de Brincar, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)”, como explica Sueli Camargo, coordenadora arquidiocesana da Pastoral do Menor.

Em carta enviada a vários organismos da Arquidiocese, dom Milton Kenan Junior, bispo auxiliar de São Paulo e referencial para a as Pastorais Sociais, reforçou que todas as paróquias, escolas católicas são chamadas a participar da campanha como postos arrecadadores de brinquedos, podendo direcioná-los para suas obras próprias obras sociais ou encaminhá-los à Pastoral do Menor.(LB)

Com informações da Arquidiocese de São Paulo.

Homenagem a Nossa Senhora da Mongólia

Foi inaugurada no início de setembro, na diocese de Bao Tou, Mangólia, a maior e mais bela praça do interior da estepe mongol. Dedicada à Virgem Maria, a praça tem 7.500 metros quadrados, dos quais 4.000 de area verde.

Segundo informe da agência Fides, milhares de fiéis participaram da Missa inaugural ― concelebrada por três Bispos e cerca de 30 sacerdotes ― e da cerimônia de bênção da praça e da monumental imagem de Nossa Senhora da Mongólia (8,4 metros de altura).

Quarenta universitários católicos que estão participando do programa “Camping da Vida de Fé” apresentaram um espetáculo sobre o tema da devoção à Mãe de Deus.where is it at?

A inauguração da praça completou a obra de reconstrução e restauração do complexo paroquial, iniciada em julho de 2009. “Nossa Senhora protegerá nossa obra de evangelização”, declarou o pároco, cheio de confiança e entusiasmo ante as novas perspectivas de apostolado.

Bispo chinês ressalta importância e sacralidade da Liturgia

O Decreto do Concílio Vaticano II, Presbyterorum Ordinis, e o Manual Pastoral dos Párocos foram o tema central do retiro espiritual anual dos sacerdotes e das religiosas da Diocese de Feng Xiang, na província de Shaan Xi, realizado de 5 a 13 de setembro ― informa a agência Fides.Nossa Senhora Imperatriz da China

Durante esses oito dias, 38 sacerdotes diocesanos e 20 religiosas da Diocese se reuniram ao redor da oração, da meditação, da Adoração eucarística e da Via-Sacra.

Como nos anos anteriores, o retiro foi pregado pelo Bispo diocesano, Dom Lucas Li Jing Feng, de 92 anos. Em suas conferências, ele destacou a importância e a sacralidade da Liturgia católica, e fez vigorosa crítica às chamadas “novas formas de oração e celebração”, não consentidas pela Igreja mas, ressaltou, infelizmente bastante em moda hoje, em algumas paróquias.

A Diocese de Feng Xiang é dividida em 4 decanatos e 30 paróquias; conta mais de 20 mil fiéis, 38 sacerdotes e 60 religiosas. Além das atividades pastorais, ela administra diversos centros de serviço social.

Milhares de fiéis peregrinam ao Santuário da Cruz, na China

Milhares de fiéis de várias regiões da China fizeram uma peregrinação, debaixo de chuva, ao Santuário da Cruz do Monte Pao Wo (chamado de “o Calvário do Oriente”), na diocese de Zhou Zhi, província de Shaan Xi, por ocasião da festa da Exaltação da Santa Cruz, 14 de setembro, e da festa de Nossa Senhora das Dores, no dia seguinte ― informa a agência Fides.

Vinte sacerdotes disponíveis para as confissões não foram suficientes para atender o fluxo dos fiéis, que começou às quatro horas da manhã. Toda a infra-estrutura do Santuário foi reconstruída com a finalidade de proporcionar boa acolhida às dezenas de milhares de peregrinos que a ele acorrem anualmente, provenientes de todo o país.

Três mil cartas de São Vicente de Paulo


Quase 350 anos após sua morte, um documentário intitulado “St. Vincent de Paul: Charity’s Saint” (São Vicente de Paulo, o Santo da caridade) apresenta de forma atraente para o grande público a missão, inspiração e as lutas diárias desse sacerdote francês cujo nome é sinônimo de caridade e compaixão.vincent de paul

Com 64 minutos de duração, o documentário projeta luz a respeito da influência de Santa Luísa de Marillac sobre São Vicente de Paulo. “A missão de ambos não era só ajudar os pobres, mas mudar suas vidas” ― afirma “Rome Reports”

O projeto foi financiado pela De Paul University, de Chicago (EUA), e projetado em três festivais na Irlanda, Inglaterra e Estados Unidos.

Legião de Maria comemora 90º aniversário


A Legião de Maria festejou em todo o mundo, no mês de setembro, seu 90º aniversário de fundação.

Frank_DuffFundada pelo Servo de Deus Frank Duff em 1921, na cidade de Dublin, capital da Irlanda, a Legião estendeu em poucos anos para todo o mundo suas atividades evangelizadoras. Ela se define como “uma Associação formada por leigos, que tem como fim a glória de Deus, pela santidade de seus membros, através de oração e por um trabalho de apostolado em favor do próximo” (www.legiaodemaria.org.br).

Em São Paulo, as comemorações abrangeram também os sessenta anos de atuação no Brasil. O ponto culminante foi a Missa celebrada na Catedral da Sé em 7 de setembro pelo Cardeal Odilo Scherer, Arcebispo Metropolitano, assistida por mais de dois mil legionários. “A Legião de Maria fez muito bem até aqui e continuará, certamente, a fazer muito bem, dentro da sua mística, da sua pedagogia e das suas missões, assumidas com muito empenho e simplicidade, sempre no exemplo Maria que, tendo recebido a graça de ser a Mãe do Filho de Deus, não segurou isto para Si, mas levou aos outros” ― afirmou Dom Odilo, na homilia.

Num ato similar de comemoração, realizado em outro extremo do Planeta, o Bispo de Hong Kong, Dom John Tong, manifestou seu apreço pela Legião de Maria, qualificando-a de “força competente da evangelização diocesana” ― segundo notícia da agência Fides.

Novo Bispo de Lausanne, Genebra e Friburgo: Pe. Charles Morerod, OP

CharlesM2

O Santo Padre nomeou Bispo de Lausanne, Genebra e Friburgo (Suíça) o dominicano Frei Charles Morerod, OP, atual Reitor da Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino (Angelicum de Roma) e Secretário Geral da Comissão Teológica Internacional.

A diocese de Lausanne, Genebra e Friburgo possui uma população de 1.582.447, dos quais 687.192 são católicos. Estarão sob os seus cuidados 534 sacerdotes diocesanos e 1.222 religiosos e22 diáconos permanentes. Como Secretário da Comissão Teológica Internacional foi um dos três representantes do Vaticano no diálogo coma Fraternidade Sacerdotal São Pio X.

O novo bispo nasceu em Riaz (da mesma diocese para a qual foi nomeado) em 28 outubro de 1961. Completou seus estudos filosóficos e teológicos na Faculdade de Teologia da Universidade de Friburgo, obtendo também o mestrado em Teologia. Em 1983 entrou no noviciado da província suíça da Ordem dos Pregadores onde emitiu sua profissão religiosa solene em 1987. Foi ordenado sacerdote em 30 de abril 1988, em Genebra.


CharlesMDe 1987 a 1989 exerceu o ministério pastoral como diácono e em seguida como Vice-pároco na paróquia de São Paulo em Genebra. Entre1989 e1992 foi Assistente na Faculdade de Teologia da Universidade de Friburgo e de 1991 a 1994 foi Capelão da Universidade de Friburgo. Em 1993 obteve o doutorado em Teologia e em 1996 o mestrado em Filosofia.
De 1994 a 1999 foi Professor de Teologia fundamental na Universidade de Friburgo e em 1996, Professor convidado na Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino. Desde 1997 é Redator na edição francesa da Revista Nova et Vetera.

Desde 1999 é Professor titular na Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino. De 1999 a 2002 ensinou na Faculdade de Teologia de Lugano. Em 2003 foi nomeado Vice-Decano da Faculdade de Teologia. Em 2004 obteve o doutorado em Filosofia no Instituto Católico de Toulouse.

Foi decano da Faculdade de Filosofia da Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino entre 2003 e 2009, ano de sua nomeação como Reitor desta Universidade. Desde 2008 é Diretor do Catholic Studies Roman Program da Universidade de São Tomás (St. Paul, Minnesota).

Em abril de 2009 foi nomeado Secretário Geral da Comissão Teológica Internacional e Consultor da Congregação pela Doutrina da Fé e em setembro 2009 Reitor Magnífico da Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino.

O Santo Padre nomeou Bispo de Lausanne, Genebra e Friburgo (Suíça) o dominicano Frei Charles Morerod, OP, atual Reitor da Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino (Angelicum de Roma) e Secretário Geral da Comissão Teológica Internacional.

A diocese de Lausanne, Genebra e Friburgo possui uma população de 1.582.447, dos quais 687.192 são católicos. Estarão sob os seus cuidados 534 sacerdotes diocesanos e 1.222 religiosos e22 diáconos permanentes. Como Secretário da Comissão Teológica Internacional foi um dos três representantes do Vaticano no diálogo coma Fraternidade Sacerdotal São Pio X.

O novo bispo nasceu em Riaz (da mesma diocese para a qual foi nomeado) em 28 outubro de 1961. Completou seus estudos filosóficos e teológicos na Faculdade de Teologia da Universidade de Friburgo, obtendo também o mestrado em Teologia. Em 1983 entrou no noviciado da província suíça da Ordem dos Pregadores onde emitiu sua profissão religiosa solene em 1987. Foi ordenado sacerdote em 30 de abril 1988, em Genebra.


De 1987 a 1989 exerceu o ministério pastoral como diácono e em seguida como Vice-pároco na paróquia de São Paulo em Genebra. Entre1989 e1992 foi Assistente na Faculdade de Teologia da Universidade de Friburgo e de 1991 a 1994 foi Capelão da Universidade de Friburgo. Em 1993 obteve o doutorado em Teologia e em 1996 o mestrado em Filosofia.
De 1994 a 1999 foi Professor de Teologia fundamental na Universidade de Friburgo e em 1996, Professor convidado na Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino. Desde 1997 é Redator na edição francesa da Revista Nova et Vetera.

Desde 1999 é Professor titular na Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino. De 1999 a 2002 ensinou na Faculdade de Teologia de Lugano. Em 2003 foi nomeado Vice-Decano da Faculdade de Teologia. Em 2004 obteve o doutorado em Filosofia no Instituto Católico de Toulouse.

Foi decano da Faculdade de Filosofia da Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino entre 2003 e 2009, ano de sua nomeação como Reitor desta Universidade. Desde 2008 é Diretor do Catholic Studies Roman Program da Universidade de São Tomás (St. Paul, Minnesota).

Em abril de 2009 foi nomeado Secretário Geral da Comissão Teológica Internacional e Consultor da Congregação pela Doutrina da Fé e em setembro 2009 Reitor Magnífico da Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino.

Beatificação das cinco “Mártires do Drina”

Cinco religiosas da Congregação das Filhas do Amor Divino foram beatificadas em 24 de setembro na cidade de Sarajevo (Bósnia e Herzegovina), em cerimônia presidida pelo Cardeal Angelo Amato SDB, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.martiresdodrina

A Via-Crucis das “Mártires do Drina” (rio da região dos Bálcãs), como são conhecidas, teve início em 11 de dezembro de 1941, durante a Segunda Guerra Mundial. Encontravam-se elas na cidade de Pale ― ocupadas em alimentar crianças órfãs e dar socorros e remédios aos pobres e mendigos que a elas recorriam ― quando seu convento foi saqueado e incendiado por milicianos chetniks que as aprisionaram e conduziram para Gorazde, a 65 quilômetros de distância, submetidas a brutalidades durante a caminhada de quatro dias em região montanhosa, sob intenso frio.

Uma delas, de 76 anos, foi morta no trajeto. As demais foram levadas ao quartel dos chetniks em Gorazde, onde estes as intimaram a renunciar a seus votos religiosos, especialmente o da castidade. Ante a categórica resposta negativa, eles as insultaram, espancaram, esfaquearam e jogaram no rio Drina.

São estes os nomes das cinco heroínas da Fé que brilham no Céu como um sol por toda a eternidade: Berchmana Leidenix (austríaca), Krizina Bojanc (eslovena), Jula Ivanisevic (croata), Atonija Fabjan (eslovena), e Bernadete Banja (húngara).

http://filhasdoamordivino.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=135:martires&catid=1:latest-news

Documentário sobre São Josemaría Escrivá, Fundador do Opus Dei

File:Stjosemariaprayercard

Foi apresentado em 16 de setembro, na Pontifícia Universidade Santa Cruz, de Roma, um documentário de 27 minutos sobre a vida e os ensinamentos de São Josemaria Escrivá de Balaguer, fundador do Opus Dei.

Sob o título de “Inspirados para amar” o filme apresenta uma breve biografia do santo, entremeada por explicações sobre alguns dos mais destacados aspectos do carisma da obra, dadas pelo próprio São Josemaria. Recolhem-se também  no documentário testemunhos de 22 pessoas do Congo, Índia, Inglaterra, Itália, Canadá, Argentina e que se sentem inspiradas pela vida e pela mensagem de São Josemaria para compreender os outros e trabalhar para que o mundo seja um lugar melhor.

O filme e numerosas informações complementares encontram-se disponíveis na página www.inspiradosparaamar.org

Vice-Decano de Teologia da Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino in Urbe (Angelicum) ministra curso em São Paulo

Pontifical_University_of_Saint_Thomas_Aquinas_logo

Pe. Pablo Santiago Zambruno, OP, Vice-Decano da faculdade de teologia do Angelicum de Roma (PUST) ministrou o curso de “Arqueologia Cristã” para os alunos do ITTA, IFAT e IFTE no Seminário São Tomás de Aquino em São Paulo.  O curso foi realizado entre os dias 24 a 28 de outubro com a carga horária de 18 horas.

Padre Pablo é um dominicano argentino que vive em Roma e é doutor em teologia pelo Angelicum de Roma. O sugestivo tema de sua tese doutoral é muito afim com os Arautos do Evangelho: “La Belleza que salva según Santo Tomás de Aquino”.  Pe. Zambruno também é Doutor em Arqueologia Cristã pelo Pontificio Istituto di Archeologia Cristiana e Magister em Arquitetura e Arte para a Liturgia.

Com sua experiência em campanhas arqueológicas na Córsega (Mariana, 2006), Sicília (Ustica, 2007), Roma (Via Adreatina, 2007), Jordânia (2009, Samra), San Remo (Riva Ligure, 2011), Jerusalém (Monte das Oliveiras, 2011) e Jordânia (Mutawwaq, 2011), descortinou diante do auditório sua vasta erudição sobre a cultura romana e cristã nos primeiros séculos do cristianismo. Projetando fotos de sua própria autoria mostrou como interpretar a riqueza de uma civilização através das pedras de suas construções ou dos instrumentos domésticos ainda que localizadas sob a terra ou submergidas no fundo dos mares.

Ele também explicou algumas técnicas de interpretação dos mosaicos e pinturas paleocristãs, das lápides mortuárias das catacumbas romanas e das ruínas das Igrejas pré-constantinianas. Através destas relíquias da História, Pe. Zambruno descreveu a liturgia nos primeiros séculos do cristianismo, assim como os costumes dos romanos cristãos.

Estas obras de arte são verdadeiros testemunhos da fé em Cristo através dos quais se percebe o espírito de caridade e profundidade teológica que os cristãos daqueles tempos de perseguição legaram à História. Nestes achados arqueológicos percebe-se também a grandeza de vistas e o alto nível cultural alcançado pela civilização romana.

Dom Lorenzo Baldisseri, Núncio Apostólico no Brasil, lança o livro "Ação e Missão – Um Itinerário Eclesial no Brasil".

Brasília (Quarta-feira, 26-10-2011, Gaudium Press) O Dom Lorenzo Baldisseri, lança nesta quarta-feira na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília, o seu mais novo livro: “Ação e Missão – Um Itinerário Eclesial no Brasil”.

view

A obra pontua o trabalho do núncio em representar o Santo Padre em inúmeras visitas pastorais, intervenções, reuniões, contatos com autoridades civis e militares, multidões de fiéis, bispos, clero, instituições, homens da cultura e da política.

Para o Arcebispo de Aparecida (SP) e Presidente da CNBB, Cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis, “esse testemunho, sem dúvida nenhuma, ajudará a compreender mais a função importante e multiforme de um representante do papa em nosso país”.

Dom Raymundo ressalta ainda o trabalho desenvolvido pelo Núncio no Brasil, “pois aqui temos apenas a seleção de alguns textos entre os muitos outros que formam a vasta e valiosa produção teológico-pastoral de dom Lorenzo Baldisseri”.

Dom Lorenzo Baldisseri explicou um pouco sobre a seleção de textos que estão incluídos no livro. “Optei por incluir os textos mais significativos de intervenções pronunciadas em diversos momentos da vida da Igreja e da sociedade, a auditórios que pudessem apreciar e compreender a presença do Núncio Apostólico como um revigoramento e um instrumento privilegiado de comunhão eclesial, cujo centro visível é o Sucessor de Pedro”.

Na primeira parte, Dom Lorenzo reúne aulas e palestras em faculdades, estudos teológicos e universidades pontifícias e católicas sobre magistério, formação filosófica e teológica e ética política. Já a segunda é reservada aos registros de momentos determinantes do itinerário evangelizador das dioceses.

Trata-se de textos proferidos pelo núncio apostólico por ocasião de eventos civis, a exemplo do cinquentenário da fundação da cidade de Brasília (DF), homilias realizadas por ele em celebrações eclesiais e algumas efemérides de elevada importância para a Igreja, como as que se referem ao falecimento de João Paulo II, beatificado em maio deste ano, e a eleição do Papa Bento XVI.

Por último, o leitor encontrará textos a respeito da ação e da participação do núncio na vida eclesial, a qual tem sua expressão propriamente institucional por conta da criação de novas dioceses, da ordenação e posse de novos bispos. Nesta parte, o autor une as mensagens pronunciadas durante as celebrações da Dedicação de Igrejas Catedrais e de Congressos Eucarísticos Diocesanos. (LB)

Pe. César Augusto Ramírez Giraldo ministrou o “Curso de Elaboração e Estruturação de Projetos de Investigação para doutorado em teologia”

Logo

O Pe. César Augusto Ramírez Giraldo, Coordenador Administrativo da Pós-graduação da Escola de Teologia Filosofia e Humanidades da Universidade Pontifícia Bolivariana (UPB), de Medellín (Colômbia), esteve em São Paulo visitando o Seminário São Tomás de Aquino.

Pe. César, que é doutor em Filosofia pela UPB de Medellín, ministrou o “Curso de Elaboração e Estruturação de Projetos de Investigação para doutorado em teologia” entre os dias 9 a 12 de outubro com a carga horária de 20 horas. Durante este período que  esteve no Brasil, o padre Ramírez prestou uma valiosa assessoria metodológica aos doutorandos em teologia dos Arautos do Evangelho, cerca de 25, que estão elaborando os projetos de suas teses que serão apresentadas na UPB.

Cruz da JMJ chega em São Paulo

Mais de 100 mil fiéis receberam a Cruz da Jornada Mundial da Juventude e o Ícone de Nossa Senhora da Visitação, numa grande manifestação de fé e alegria realizada no Campo de Marte, em São Paulo, na manhã de 18 de setembro. 1

O Cardeal Odilo Scherer, Arcebispo metropolitano, explicou: “É uma cruz simples, de madeira, mas ela representa e traz a lembrança do próprio Jesus Cristo crucificado. De fato, é Ele que nos visita no sinal da sua cruz missionária; e Ele mesmo será acolhido em cada uma das 275 dioceses brasileiras, até chegar ao Rio de Janeiro”. E acrescentou: “Aos pés da cruz, estará sempre Maria a Mãe de Jesus. Ela está lá, onde se encontra Jesus com seus discípulos”.

2Ladeados pelas bandeiras dos estados do Brasil, os dois símbolos de nossa fé foram conduzidos até o altar onde celebrou solene Missa o Cardeal Raymundo Damasceno, Arcebispo de Aparecida e Presidente da CNBB.

Seguiu-se um dia festivo de preces, depoimentos e apresentações musicais. Às 21h a Cruz e o Ícone da Virgem Maria foram levados para a Catedral da Sé, dando início à peregrinação na Arquidiocese paulistana. Encerrou-se, assim, o primeiro ato preparatório da XXVII Jornada Mundial da Juventude, a realizar-se no Rio de Janeiro, em julho de 2013.

No dia seguinte, segunda-feira, jovens de diversas paróquias e movimentos eclesiais conduziram a Cruz e a Imagem de Nossa Senhora em procissão pelas ruas de São Paulo, num percurso de mais de quatro quilômetros, até a Igreja da Boa Morte, aonde chegaram às 23h. Ali permaneceram em vigília noturna até as 6h de terça-feira.