Atividades

PUC-Rio: Simpósio internacional sobre o pensamento de Joseph Ratzinger se iniciará em novembro

Bento XVI Joseph Ratzinger Benedetto Bededict Bento 16A Fondazione Vaticana Joseph Ratzinger – Benedetto XVI, juntamente com a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), através de seu Departamento de Teologia, promoverá nos dias 8 e 9 de novembro de 2012, no Campus da PUC-Rio, o II Simpósio sobre o pensamento de Joseph Ratzinger.

Uma das motivações para a realização do Simpósio n Cidade Maravilhosa é a visita do Papa Bento XVI ao Rio de Janeiro, em virtude da Jornada Mundial da Juventude, em julho de 2013.

A Fondazione Vaticana Joseph Ratzinger – Benedetto XVI, foi criada em 1 de março de 2010, com o escopo de promover o conhecimento e o estudo da teologia, e a premiação de pesquisadores e a organização e a realização de eventos de alto valor cultural e científico.

Tomando como base a indagação sobre “o que faz o ser humano, humano”, o título deste II Simpósio será: Humanização e sentido da vida. Divididos em eixos temáticos e de comunicações: filosófico-teológico; midiático; expressões culturais; sócio-econômico; técnico-científico.

Este Simpósio herda a experiência do primeiro realizado na cidade de Bydgoszcz, na Polônia, nos dias 27 e 28 de outubro de 2011. Um evento dessa natureza constituirá uma possibilidade ímpar para que instituições universitárias ou docentes e discentes em particular compartilharem os resultados de suas pesquisas. Os organizadores do evento estimam reunir reitores de prestigiosas universidades do Brasil e de outros dez países como membros do comitê científico, o qual é presidido pelo Pe. Josafá Carlos de Siqueira, S.J. Reitor da PUC-Rio.

Na programação abaixo transcrita, destaca-se a presença do Cardeal Dom Cláudio Hummes que fará a primeira conferência assim como do Comitê Honorário composto por Dom Orani João Tempesta, Arcebispo de Rio de Janeiro e Mons Giuseppe A. Scotti, Presidente da Fondazione Joseph Ratzinger. Os Arautos do Evangelho estão involucrados na organização do evento.

Programação Geral

Dia 8 de novembro – quinta-feira

07h às 08h30m Acolhida, credenciamento e café de abertura

08h30m às 09h30m Cerimônia de abertura do Simpósio

09h30m às 10h30m Primeira Conferência: ministrada pelo Emmº Dom Cláudio Cardeal Hummes

10h30 às 11h Intervalo

11h às 12h30m Mesa Redonda: (Prof. Marcílio Marques Moreira, ex-ministro da Economia, Fazenda e Planejamento do Brasil, Acadêmico Luiz Paulo Horta da Academia Brasileira de Letras e Prof. Dr. Clemens Franken Kurzen da Pontificia Universidad Católica de Chile)

12h30m às 14h30m Almoço

14h30m às 17h Comunicações

17h30m às 18h Síntese dos Trabalhos

18:15 Concerto

Dia 09 de novembro – sexta-feira

08h às 09h Acolhida

09h às 10h30m Segunda Conferência: (ministrada pelo Prof. Peter Damian Francis Stilwell da Universidade Católica Portuguesa)

10h30 às 11h Intervalo

11h às 11h30m Relato dos Trabalhos: Excº Prof. Dr. Dom Paulo Cezar Costa, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro

11h30m às 12h30m Cerimônia de encerramento

Pe. Mariusz Kucinski, Diretor do Centro de Estudos Joseph Ratzinger-Bento XVI, visita os Arautos

Pe. Mariusz Kucinski
Pe. Mariusz Kucinski

Pe. Mariusz Kucinski, Diretor do Centro de Estudos Joseph Ratzinger-Bento XVI na Polônia, celebrou no dia 18 de agosto de 2012 uma solene eucaristia na Basílica Nossa Senhora do Rosário e conheceu os professores, os alunos e as instalações do Instituto Teológico São Tomás de Aquino (ITTA) e do Instituto Filosófico Aristotélico-Tomista (IFAT).

Pe. Kucinski está no Brasil em razão dos preparativos do próximo Congresso da Fundação Vaticana Joseph Ratzinger-Benedicto XVI, que será realizado no Rio de Janeiro entre os dias 8 e 9 de novembro de 2012. O tema do congresso será essencialmente antropológico: “O que faz com que o homem seja homem”. O evento tem em vista a próxima Jornada Mundial da Juventude que se dará na capital carioca em 2013.

Pe. Mariusz Kucinski é sacerdote da Diocese de Bydgoszczy e Docente na Escola de Estudos Superiores de Kujavia-Pomerânia (Kujawsko-Pomroska Szkola Wyzszca – KPSW). Além de filósofo e teólogo, é pós-graduado em dziennikarzem.jornalismo pelapel Universidade Adam Mickiewicz, em Poznan, Doutor em comunicação social. É Fundador da Rádio Santo Adalberto na cidade de Gniezno e da filial local do semanário “Domingo”. Por um ano, trabalhou como porta-voz da Arquidiocese de Gniezno.

Salesianos completam a formação dos seminaristas dos Arautos do Evangelho

Enrico Dal Covolo Foto Picture
Dom Enrico Dal Covolo

Dom Enrico Dal Covolo, salesiano, Bispo titular de Eraclea e Reitor da Pontificia Università Lateranense de Roma, Pe. Cosimo Semeraro, sacerdote salesiano, Secretário do Pontificio Comitato di Scienze Storiche da Santa Sé, e Pe. Mauro Mantovani, sacerdote salesiano, Vice-reitor da Università Pontificia Salesiana de Roma, estiveram no Brasil por cerca de uma semana visitando o Instituto Teológico São Tomás de Aquino (ITTA) e o Instituto Filosófico Aristotélico-Tomista (IFAT).

O convívio entre esses ilustres salesianos e o corpo docente e discente dos institutos de filosofia e teologia dos Arautos do Evangelho começou no dia 1º de agosto, quando Dom Enrico presidiu a solene Eucaristia concelebrada por Pe. Mantovani e Pe. Semeraro na Brasílica Nossa Senhora do Rosário, localizada em Caieiras, região metropolitana de São Paulo.

Dom Cosimo Semeraro
Pe. Cosimo Semeraro

Durante a primeira semana de agosto, Pe. Mantovani, como professor convidado do IFAT veio ao Brasil para lecionar sobre as Cinco Vias de São Tomás de Aquino. No dia 7 de agosto, ministrou uma excelente conferência para os alunos do ITTA e do IFAT sobre “Il ‘realismo della fede’ e la nozione ‘allargata’ di scienza”.

Dom Enrico Dal Covolo também ministrou no dia 6 de agosto, uma conferência brilhante com o tema: “La testemonianza dei Padri della Chiesa e la trasmissione della fede nel mondo d’oggi”. Em seguida Pe. Cosimo Semeraro tratou sobre os preparativos dos congressos que se darão em Roma entre os anos de 2012 e 2015 em função do quinquagésimo aniversário do Concílio Vaticano II. No mesmo dia, Dom Dal Covolo celebrou uma solene eucaristia de despedida, concelebrada pelos dois mencionados sacerdotes salesianos assim como por outros sacerdotes dos Arautos do Evangelho, na Basílica Nossa Senhora do Rosário.

Dom Enrico Dal Covolo nasceu em Feltre em 1950, foi ordenado sacerdote em 1979 e é Doutor em Teologia e Ciências Patrísticas pelo Instituto Patristico Augustinianum de Roma. Além de sócio de algumas academias científicas européias e consultor de diversas Congregações da Santa Sé, pregou em 2010 um retiro quaresmal ao Papa Bento XVI e à Cúria Romana. Desde 2010 é Reitor da Pontificia Università Lateranense de Roma.       

Pe. Cosimo Semeraro nasceu em Taranto em 1942, foi ordenado sacerdote em 1971 e é Doutor em História da Igreja pela Pontificia Università Gregoriana de Roma e Docente em História da Igreja moderna e contemporânea.

Padre Mauro Mantovani SBD
Pe. Mauro Mantovani

Pe. Mauro Mantovani nasceu próximo a Turim em 1966. Em 1986 ingressou na Congregação Salesiana. Foi ordenado sacerdote em 1994 e obteve o Doutorado em Filosofia na Pontificia Universidad de Salamanca, Espanha. Além de Vice-reitor da Pontificia Università Salesiana de Roma é membro da Pontificia Accademia San Tommaso d’Aquino, conselheiro da Società Internazionale Tommaso d’Aquino e professor convidado no Instituto Filosófico Aristotélico-Tomista.

Ordenação sacerdotal: sob a benção de São José e Bento XVI

Foi com a leitura de uma paternal mensagem e a benção apostólica do Papa Bento XVI que Dom Benedito Beni dos Santos, Bispo Diocesano de Lorena, deu início à cerimônia de ordenação sacerdotal de 14 membros dos Arautos do Evangelho. IMG_8877

A cerimônia teve lugar na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, anexa ao Seminário dessa instituição, no dia 19 de março, Solenidade de São José, e esteve marcada, como bem ressaltou dom Beni, por um clima de “intensa alegria”, tal como inspirava a festa litúrgica do Patriarca da Sagrada Família.

IMG_8889Os sacerdotes ordenados procedem de quatro países: Argentina, Brasil, Colômbia e Espanha. Apesar da variedade das nacionalidades um só e mesmo espírito os anima: servir à Igreja na pessoa do Santo Padre na plena fidelidade ao próprio carisma. Os novos sacerdotes terão por encargo o atendimento espiritual dos Arautos do Evangelho e o acompanhamento do trabalho evangelizador realizado pelos missionários dessa Associação de Direito Pontifício. Os neossacerdotes foram incardinados na Sociedade Clerical de Vida Apostólica Virgo Flos Carmeli, da qual Mons. João Scognamiglio Clá Dias, EP, é Superior Geral.

Mais de sessenta sacerdotes concelebraram a Eucaristia, manifestando os sentimentos de alegria despertados pelas novas ordenações. Júbilo e benquerença que se fizeram notar também de parte dos fiéis nos cumprimentos e no abraço da paz aos neossacerdotes.

Curso sobre Foro Interno

Roma (Terça-feira, 06-03-2012, Gaudium Press) A 23ª edição do “Curso sobre Foro Interno”, iniciou-se ontem, 5, no Palácio da Chancelaria em Roma, organizado pela Penitenciaria Apostólica.

Mais de 700 sacerdotes provenientes de 84 países participaram do evento que trata sobre o Sacramento da Penitência.

275822.jpg
Dom Gianfranco Girotti

Entre os conferencistas estavam o Cardeal Manuel Monteiro de Castro, Penitenciário-mor, e Dom Gianfranco Girotti, Regente da Penitenciaria.

Em entrevista à Rádio Vaticano, Dom Girotti afirmou que “hoje a redescoberta do Sacramento da Penitência depende em grande parte dos sacerdotes e sobretudo da consciência de que eles são os despositários de um ministério precioso e insubstituível”.

O prelado recordou as palavras do Beato João Paulo II que dizia que depois da Celebração Eucarística, o ato mais alto de um sacerdote é o de conceder aos fiéis a graça do perdão através do Sacramento da Penitência.

Perguntado sobre possíveis sinais de uma redescoberta do Sacramento da Reconciliação, Dom Girotti comentou que “é necessário sempre percorrer novos caminhos penitenciais que indiquem efetivamente a vontade de caminhar, de se aproximar do Sacramento da Reconciliação como conclusão de um percurso, no qual o fiel deve sentir os próprios atos não como declaração de boa vontade, mas como presença da Graças na própria vida”.

Dom Girotti alertou também para um certo enfraquecimento do sentido de pecado, lembrando entretanto que nestes últimos tempos “muitos fiéis vivem o Sacramento com uma nova dimensão”.

Sobre a diferença de abordagem entre os diversos confessores, o Bispo explicou que esse é precisamente o objetivo dos cursos “reforçar a competência, a doutrina dos confessores para ajudá-los a agir sempre no magistério da Igreja, para que não existam diferenças nos juízos, mas que todos apliquem os princípios do magistério da Igreja”. (EPC)

Com informações da Rádio Vaticano.

Encontro Mundial de Responsáveis e Diretores Espirituais das Obras Eucarísticas da Igreja

“Necessitamos aumentar a comunhão com Cristo e entre nós mesmos”, declarou na Universidade Católica San Antonio (UCAM), o presidente do Pontifício Comitê para os Congressos Eucarísticos Internacionais, e Arcebispo de Martirano, Mons. Piero Marini, durante a inauguração do Encontro Mundial de Responsáveis e Diretores Espirituais das Obras Eucarísticas da Igreja, realizado na Igreja do Mosteiro dos Jerônimos, templo anexo à Universidade Católica San Antonio da cidade de Múrcia, Espanha, em preparação para o 50º Congresso Eucarístico Internacional em Dublin, Irlanda, em 2012. 1

Após a celebração da Eucaristia, presidida por Mons. Marini, houve o ato inaugural do simpósio do qual participaram os presidentes da UCAM, e da Federação Mundial das Obras Eucarísticas da Igreja, José Luis Mendoza e Eduardo Moreno, e o Bispo da Diocese de Cartagena, Mons. José Manuel Lorca Planes.

O presidente da Universidade Católica San Antonio, José Luis Mendoza, defendeu o estímulo à presença cristã no mundo universitário do nosso tempo e destacou a vocação da liberdade e a evangelização como pilares da UCAM.

Por sua vez, o responsável mundial das Obras Eucarísticas da Igreja, Eduardo Moreno, sugeriu o cuidado pela dignidade nos sacrários e capelas, assim como, fomento da prática eucarística entre as crianças. Em seguida, o Bispo de Cartagena, Mons. Lorca Planes, relembrou o papel da Eucaristia como sendo a raiz da vida cristã.  Mons. Marini ressaltou a necessidade de manter uma plena comunhão com Cristo e com o Papa.

2Essa primeira jornada incluiu a entronização na Igreja dos Jerônimos de um retrato do Papa João Paulo II, pintado pelo artista murciano, José María Falgas, uma mesa redonda sobre a Adoração Eucarística, constituída pelo Diretor Espiritual do Conselho Arquidiocesano da Adoração Noturna de Los Angeles (EUA), Ramón Martí, do Conselho Nacional da Adoração, Real, Perpetua e Universal ao Santísimo Sacramento (ARPU), Mario Vázquez Carballo, e do Pastor e Promotor da Adoração Perpétua na Itália e no Estrangeiro, Roberto Pedrini.

Em seguida, houve uma conferência intitulada “Fundadores das Obras Eucarísticas: além de sua paternidade específica, o estimular perfís eucarísticos nos fiéis’, a cargo do assistente Eclesiástico da Federação Mundial das Obras Eucarísticas da Igreja, Pe. Rafael Ibarguren, EP, dos Arautos do Evangelho, e ‘A Eucaristia e a Nova Evangelização’, pelo consultor da Sagrada Congregação para o Culto Divino e para a Disciplina dos Sacramentos, Aurelio García. 3

O Cardeal D. Antonio Cañizares Llovera, num escrito dirigido a Eduardo Moreno Gómez, Presidente da Federação Mundial das Obras Eucarísticas da Igreja, quis estabelecer um “vínculo de colaboração oficial” entre a Congregação para o Culto Divino da qual é Prefeito e esta Federação. O cardeal termina seu escrito com uma exortação, animando as associações de fiéis, assim como as confrarias que tem a prática da adoração Eucarística a um compromisso especial, para que sigam “sendo fermento de contemplação para toda a Igreja e chamada à centralidade de Cristo para a vida dos indivíduos e das comunidades”.

Solene inauguração do ano letivo de 2012 no Seminário São Tomás de Aquino

Na tarde do dia 28 de janeiro, memória de São Tomás de Aquino, deu-se a solene inauguração do ano letivo de 2012,na Casa de Formação Sacerdotal São Tomás de Aquino. A fim de atrair as bênçãos celestiais para os trabalhos de mais um ano acadêmico, celebrou-se a Eucaristia na Igreja anexa ao Seminário, presidida por D. Benedito Beni dos Santos, Bispo Diocesano de Lorena e Supervisor Geral de Formação dos Arautos do Evangelho.

Concelebraram a Missa em memória “do mais santo dos sábios e mais sábio dos santos” o Pe. Rivelino Nogueira, Cura da Catedral Nossa Senhora da Piedade (Lorena-SP), o Pe. Carlos Javier Werner Benjumea, EP, Prefeito de estudos dos Arautos do Evangelho, Pe. Caio Newton de Assis Fonseca, EP, Diretor do Instituto Teológico São Tomás de Aquino, Pe. Joshua Sequeira, EP, Diretor da Revista Acadêmica Lumen Veritatis, Pe. Leonardo Barraza Aranda, EP e o Pe. Winston Salazar Rojas, EP, professores do IFAT e do ITTA.

Assistiram à cerimônia o corpo docente do IFAT e do ITTA. Somaram-se ao corpo discente de ambos os institutos, cerca de 900 Arautos do Evangelho, provenientes dos colégios e seminários menores de diversas cidades do Brasil e do mundo, deixando repleta a Igreja de Nossa Senhora do Rosário. PICTURE-GIF

A Liturgia foi animada pelo Coro e Orquestra Internacional dos Arautos do Evangelho, sob a regência do Pe. Pedro Rafael Morazzani Arráiz, EP. Foram executadas obras de Georg Friedrich Händel (1685-1759) e Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525-1594), assim como cânticos gregorianos.

Em brilhante homilia, Dom Beni correlacionou as leituras do dia com a memória de São Tomás. Iniciou comentando o Evangelho, do qual ressaltoua pergunta de Nosso Senhor após ser acordado pelos Apóstolos na barca sob a tempestade: “Como sois medrosos! Ainda não tendes fé?” (Mc 4,40). Discorreuentão sobre a complexa realidade da fé, primeiro, enquanto obediência à Palavra; segundo, enquanto acolhida de Jesus, e por fim, como um ato de confiança em Deus. Em seguida, aplicou a necessidade desta virtude, especialmente naqueles momentos em queJesus parece estar “dormindo”, dando-nos a impressão de estar longe de nós.

Passando para a primeira leitura, a qual narrava os sucessivos pecados de Davi. Recordou tambéma bela e singela parábola de Natã, na qual demonstrava ao Rei Profeta que havia cometido um crime deplorável. Em seguida usou do Salmo 50 para demonstrar como a confissão sacramental exige certos atospara ser perfeita, eque englobam o homem por inteiro, ou seja, ela necessita de atos passados (exame de consciência e arrependimento), presentes (confissão e pedido de perdão), e futuros (penitência e a missão de anunciar a misericórdia de Deus aos pecadores). Destarte, Dom Beni demonstrou também através deste salmo que a verdadeira contrição atua sobre toda a vida humana.

Em seguida, glorificou o Doutor Angélico, cuja memória se celebrava naquele dia, recordando a importância da Suma Teológica de São Tomás de Aquino, na formação do verdadeiro teólogo. Tratou também do amor do Aquinense aos sacramentos, enquanto canais da graça oriundos desta fonte que é Jesus Cristo. Ao final, lembrou que os sacramentos conferem a graça divina, mas a Eucaristia dá ao fiel o próprio Deus, sendo por isso, o mais sublime dos sacramentos. Concluiu o sermão com a célebre frase do santo na ocasião em que ele estava prestes a receber o viático, algumas horas antes de sua passagem desta vida para a eterna: “Recebo-Te a Ti, preço da redenção da minha alma. Recebo-Te a Ti, viático da minha peregrinação, por cujo amor estudei, vigiei, trabalhei, preguei e ensinei.Nunca disse nada contra Ti. Se o fiz, foi por ignorância, e não sou persistente na minha opinião. Mas se eu disse algo de mal deste sacramento ou de outras coisas, tudo entrego à correção da santa Igreja Romana, de cuja obediência eu nunca me desviei nesta vida”.

A Beleza no relato Bíblico

Diácono Inácio de Almeida

A alegria diante das obras de Suas mãos é expressa pela perfeição e beleza das coisas que criara. Tudo era muito belo, sem mácula, sem defeitos. Deleite para os sentidos daquele que trouxera à Terra uma cópia do céu. O belo é compreendido como sendo uma semelhança da perfeição na obra de Deus.

As interpretações teológicas dão conta de que Deus se preocupou com a beleza e a variedade de sua criação. Por conseguinte, transmitiu à suas criaturas racionais, o dom da apreciação do belo. Esta apreciação se deu no exato instante em que o homem saiu das mãos do Criador e passou a contemplar as belezas do jardim do Éden.

Adão, o primeiro homem, saiu das mão de seu Criador perfeito em organização e beleza de forma. Foi ele a obra que coroou a criação, pois era feito à imagem de Deus. Adam and Eve

Adão e Eva, conforme o relato histórico cristão, eram nobres em estatura e perfeitos em simetria e beleza. Estavam sem pecado e em perfeita saúde. Os órgãos e faculdades de seu ser encontravam-se desenvolvidos e harmoniosamente equilibrados.

Foi o desejo imoderado que trouxe como resultado a perda do Éden. Eva, distanciada de seu esposo, passeava pelo jardim, admirando as belezas na criação de Deus, e tardou em considerar a restrição imposta por Deus no tocante à árvore do conhecimento.

No paraíso tudo era belo

Curiosa, aproximou-se da árvore proibida, desejosa em saber como a morte poderia esconder-se em um fruto de tão bela árvore. Surpreende-se ao escutar uma serpente dirigir-lhe a palavra. Com voz musical, palavras suaves e melodiosas, Satanás dirigi-se à maravilhada Eva. A serpente exalta-lhe a beleza e o excessivo encanto, o que agradou a Eva. Ela sentindo-se encantada, lisonjeada, toma do fruto e come. Tão pronto desobedeceu, Eva tornou-se um poderoso meio para ocasionar a queda do esposo.

Desta forma, se pode concluir que de acordo com a Bíblia, desdo os primeiros dias em que o universo foi criado, Deus ao contemplar as obras de suas mãos viu que tudo era bom e ao mesmo tempo viu também que tudo era belo e estava conforme a Sua vontade. Eram boas e igualmente belas, pois boas se diz das coisas que são apetecíveis e belas dos apetecíveis que são agradáveis.

As criaturas eram, portanto, aos “olhos de Deus”, além de boas, efetivamente belas. As criou cheias de beleza para revelar a nós sua glória e fazermos participar de sua felicidade. Santo Agostinho citado pelo catecismo da Igreja Católica (CIC, 32) diz:

“Interroga a beleza da terra, interroga a beleza do mar, interroga a beleza do ar que se dilata e se funde, interroga a beleza do céu… interroga a todas as realidades. Todas elas te respondem: olhai-nos, somos belas. Sua beleza é um hino de louvor. Estas belezas sujeitas a mudanças, quem as fez se não O belo não sujeito à mudanças?” (Serm. 241, 2: PL 38, 1134)

Todas as coisas naturais, viventes ou não viventes, estão repletas de beleza. Tal abundância de beleza representada de tantas formas e em tantos níveis, nunca poderia vir a ser uma causalidade. Desta forma, a beleza encontrada na natureza procede de um motivo que não está vinculado somente à necessidade e tem uma razão de existir.

Portanto, existe Alguém responsável pela beleza natural das coisas. Tales de Mileto, o primeiro dos filósofos gregos diz: “De todas as coisas que são… a mais bela é o universo, pois é obra de Deus”.

Por isso, de acordo com a doutrina Bíblica, quando o poeta descreve uma orquídea ou quando o filósofo demonstra um raciocínio, são estes os graus da escada que leva até a mais alta e excelsa beleza, o Criador.

Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais – novos conselheiros

(Gaudium Press) A argentina Susana Nuin Núñes, atual secretária executiva da Comissão para os Meios de Comunicação Social do Conselho Episcopal Latinoamericano (Celam), é a única representante do continente latinoamericano entre os novos consultores do Pontíficio Conselho para as Comunicações Sociais (PCCS). O nome dos novos menbros e consultores do Pontíficio Conselho foram apresentados nesta quinta-feira na Sala de Imprensa da Santa Sé. view

Susana Núñes atualmente coordena um “Master” com a Unviersidade de Salamanca, é consultora em Comunicação do grupo CMB, é diretora da Coleção sobre Interculturalidade Huanacauri da Editora La Crujía; é membro do comitê científico “Windows on our Worlds” e intelectual. Além disso, é também professora convidada da Universidade Unigre sobre intelectualidade, diversidades e resolução de conflitos e é docente universitária no Celam.

Ela obteve doutorado em Ciências Sociais na Unviersidade Gregoriana de Roma com especialização em Comunicação Social. É analista em Comunicação Social na Unviersidade de Salvador, em Buenos Aires.

Fez seus estudos de Pós Graduação na Pontifícia Univesidade Lateranense em Roma, na Univesidade de Salvador, em Buenos Aires, na Unviesidade de Lyon, na França e no Instituto Latinoamericano de Pedagogia da Comunicação na Costa Rica, no Centro de Indagação e Expressão Cultural e Artística do Chile e com a Unesco.

São nove os membros do PCCS. Os cardeais: o Arcebispo de Zagreb, Dom Josip Bozanic, o Arcebispo de Bombay, Dom Oswald Gracias, o Arcebispo de Nairobi, Dom John Njue e Dom Laurent Monsengwo Pasynia, Arcebispo de Kinshasa. Os bispos: Dom Timothy Michael Dolan, arcebispo de Nova York; Dom Mark Benedict Coleridge, Arcebispo de Camberra; Dom Salvatore Fisichella, Presidente do Pontificio Conselho para a Promoção da Nova Evangelização; Dom Manuel José Macário do Nasimento Clemente, Bispo do Porto; Dom Joseph Befe Ateba, Bispo de Kribi e Dom Barthélemy Adoukonou, Secretário do Pontificio Conselho da Cultura.

Os novos consultores do PCCS são os sacerdotes: Antonino Spadaro, diretor da revista “La Civiltà Cattolica”; Eric Salobir, assistente geral da Ordem dos Predicadores para as Comunicações Sociais; Augustine Savarimuthu, diretor do Centro Interdisciplinar sobre as Comunicações Sociais da Pontificia Universidade Gregoriana. Irmã Dominica Dipio, professora associada da Cátedra de Literatura na Universidade Makerere de Kampala.

Ainda compõe o quadro de consultores os leigos: Dr. Antonio Preziosi, diretor do “Giornale Radio Rai” e da “Rai Radio Uno”; Dr. Erminio Fragassa, presidente e administrador delegado da “MicroMegas Comunicazione”; Dr. Marco Tarquinio, diretor responsável do jornal da Conferência Episcopal Italiana “Avvenire”; Dr. Paul Wuthe, secretário da Comissão de Mídias da Conferência Episcopal Austríaca; Dr. Greg Erlandson, presidente da “Catholic Press Association” e o professor Giovanni Maria Vian, diretor do “L’Osservatore Romano”. (LB)

Database: Artigos Acadêmicos publicados na Revista Lumen Veritatis

Autor

Título do artigo

N.º

Ano

Tipo

Benedito Beni dos Santos Religião e Moral

1

2007-1

Artigo Acadêmico
João Scognamiglio Clá Dias, EP Por que ser tomista?

1

2007-1

Artigo Acadêmico
José Adriano A razoabilidade da fé: São Tomás e a Escolástica

1

2007-1

Artigo Acadêmico
Piero Amenta A discricionariedade do juiz canônico e a tutela dos direitos do fiel cristão

1

2007-1

Artigo Acadêmico
Segundo Pérez López Aproximación al contexto de la Teología de la Gracia en Santo Tomás

1

2007-1

Artigo Acadêmico
Marcelo Pereira de Andrade O De Trinitate de Santo Agostinho: alguns detalhes circunstanciais

1

2007-1

Artigo Acadêmico
M. de la Taille Valor del sacrificio de la Misa

1

2007-1

Artigo Acadêmico
Lamartine de Hollanda Cavalcanti Neto Contribuições de São Tomás ao estudo das emoções

1

2007-1

Artigo Acadêmico
Joseph Ratzinger – Bento XVI Jesus de Nazaré

1

2007-1

Resenha
Giuseppe Sciacca Matrimonium et Ius

2

2008-2

Artigo Acadêmico
João Scognamiglio Clá Dias, EP Lumen Veritatis

2

2008-2

Artigo Acadêmico
José Antonio Sayes El tema del alma en el Catecismo de la Iglesia Católica

2

2008-2

Artigo Acadêmico
Marcelo Pereira de Andrade A necessidade das species Uma breve reflexão acerca da teoria do conhecimento das coisas no De Trinitate X de Santo Agostinho

2

2008-2

Artigo Acadêmico
Guy Gabriel de Ridder O conhecimento da alma separada do corpo

2

2008-2

Artigo Acadêmico
Carlos Augusto Garcia Picanço A alma é a forma do corpo

2

2008-2

Artigo Acadêmico
Santiago M. Ramírez Introdução ao Tratado da Fé Divina

2

2008-2

Tradução
São Tomás de Aquino Se o homem pode ou não preparar-se para a graça quando se está privado desta

2

2008-2

Tradução
Robert Audi Dicionário de Filosofia de Cambridge

2

2008-2

Resenha
Heinrich Denzinger Compêndio dos símbolos, definições e declarações de fé e moral

2

2008-2

Resenha
Raúl Berzosa Martínez Algunas anotaciones  sobre la Historia de la Teología Con especial detenimiento en Santo Tomás de Aquino

3

2008-2

Artigo Acadêmico
Bruno Esposito, O.P. Codice di Diritto Canonico latino e Diritto Internazionale

3

2008-2

Artigo Acadêmico
Edson Oriolo Os componentes da Filosofia estóica

3

2008-2

Artigo Acadêmico
Marcelo Pereira de Andrade O problema da cultura nos Escritos Filosóficos III de Henrique Vaz

3

2008-2

Artigo Acadêmico
Réginald Garrigou-Lagrange A síntese tomista

3

2008-2

Tradução
Étienne Gilson Introdução ao estudo de Santo Agostinho

3

2008-2

Resenha
João Scognamiglio Clá Dias, EP Quando fé e razão se osculam…

4

2008-2

Artigo Acadêmico
Charles Morerod A beleza na Teologia de Joseph Ratzinger

4

2008-2

Artigo Acadêmico
Pedro Rodolfo Fernandes da Silva O preceito délfico no século XII e no scito te ipsum

4

2008-2

Artigo Acadêmico
Eduardo Vadillo Sugerencias tomistas para abordar la cuestión de la evolución

4

2008-2

Artigo Acadêmico
Marcelo Pereira de Andrade O acesso à verdade em Platão

4

2008-2

Artigo Acadêmico
Juan Carlos Casté A Sucessão Apostólica na Teologia da Ordem Sagrada

4

2008-2

Artigo Acadêmico
Álvaro Mejía Londoño Natureza, particularidade e finalidade do matrimônio cristão

4

2008-2

Artigo Acadêmico
François Bandet Do problema do homem ao problema de Deus segundo Juan Alfaro

4

2008-2

Artigo Acadêmico
Lamartine de Hollanda Cavalcanti Neto Metodologia tomista no estudoda Psicologia

4

2008-2

Artigo Acadêmico
São Tomás de Aquino De unitate intellectus contra averroístas

4

2008-2

Tradução
Norman Kretzmann e Eleonore Stump The Cambridge Companion to Aquinas

4

2008-2

Resenha
José Adriano Aportes sobre ética cristã

5

2009-3

Artigo Acadêmico
Leonardo Rodríguez Duplá Esperanza y progreso: Reflexiones sobre la encíclica Spe Salvi

5

2009-3

Artigo Acadêmico
Miroslav Adam Il pensiero di san Tommaso e l’attuale prassi della concelebrazione

5

2009-3

Artigo Acadêmico
Inácio de Araújo Almeida A contemplação no ensino de São Tomás

5

2009-3

Artigo Acadêmico
Marcelo Pereira de Andrade A concepção agostiniana de Mens

5

2009-3

Artigo Acadêmico
Carlos Augusto Garcia Picanço Em que momento a alma espiritual é infundida no ser em gestação?

5

2009-3

Artigo Acadêmico
Lamartine de Hollanda Cavalcanti Neto Determinismo, indeterminismo ou subjetividade?

5

2009-3

Artigo Acadêmico
Francisco Berrizbeitia Hernandez Teologia e Antropologia na Gaudium et Spes “O Filho de Deus uniu-se de certo modo a cada homem”

5

2009-3

Artigo Acadêmico
Romanus Cessario O que os anjos vêem: natureza e graça

5

2009-3

Artigo Acadêmico
João Scognamiglio Clá Dias, EP Os novos movimentos: Quando espírito e jurisprudência se encontram…

6

2009-3

Artigo Acadêmico
Mauro Mantovani Alguns aspectos mounierianos a respeito do “novo humanismo” numa sociedade multirreligiosa

6

2009-3

Artigo Acadêmico
José Rico Pavés El encuentro del logos cristiano con la cultura helenística

6

2009-3

Artigo Acadêmico
François Bandet Estará a ciência oposta à Fé?

6

2009-3

Artigo Acadêmico
Simone Cristine Araújo Lopes Apontamentos legais de bioética e dadoutrina católica sobre a ortotanásia

6

2009-3

Artigo Acadêmico
Inácio de Araújo Almeida O conceito de inveja na perspectiva tomista

6

2009-3

Artigo Acadêmico
Pontifício Conselho da Cultura A Via Pulchritudinis – Caminho privilegiado de evangelização e de diálogo

6

2009-3

Artigo Acadêmico
Salvador Pié-Ninot O Laicato: Os cristãos leigos, Igreja no mundo

7

2009-3

Artigo Acadêmico
José Manuel Jiménez Aleixandre Como regular a presença  dos religiosos nos movimentos

7

2009-3

Artigo Acadêmico
Mauro Mantovani Tomás de Aquino: Sabedoria e caridade na procura de Deus

7

2009-3

Artigo Acadêmico
Francisco de Barros Barbosa, SJC Nobreza do homem em Tomás de Aquino

7

2009-3

Artigo Acadêmico
Joan B. Martínez Porcell El pensamiento filosófico de Juan Pablo II

7

2009-3

Artigo Acadêmico
Lamartine de Hollanda Cavalcanti Neto Aportes da psicologia tomista ao estudo da atenção

7

2009-3

Artigo Acadêmico
Angela Maria Tomé O conhecimento simbólico na transmissão da verdade

7

2009-3

Artigo Acadêmico
Jacques Balmès A razão não é o único meio de obter a verdade

7

2009-3

Tradução
Marco Zingano Sobre a Metafísica de Aristóteles

7

2009-3

Resenha
João Scognamiglio Clá Dias, EP A santidade do sacerdote, à luz de São Tomás de Aquino

8

2009-3

Artigo Acadêmico
Luis Fernando Fernández Ochoa La Vocación: Conquista de Cada Día

8

2009-3

Artigo Acadêmico
Edson Oriolo A teoria do movimento em Aristóteles

8

2009-3

Artigo Acadêmico
Marcelo Pereira de Andrade A teologia do Verbo em Santo Agostinho

8

2009-3

Artigo Acadêmico
Lamartine de Hollanda Cavalcanti Neto Um enfoque tomista sobre a psicologiada opinião pública

8

2009-3

Artigo Acadêmico
Dartagnan Alves de Oliveira Souza Pulchrum Caminho para o Absoluto?

8

2009-3

Artigo Acadêmico
Rafael Llano Cifuentes Fé e razão

8

2009-3

Artigo Acadêmico
José Mateos y García de Paredes, OP La Palabra de Dios

8

2009-3

Artigo Acadêmico
Jonathan Barnes (org.) Aristóteles

8

2009-3

Resenha
Cláudio Hummes, OFM Renova nos seus corações o espírito de santidade

9

2010-4

Artigo Acadêmico
João Scognamiglio Clá Dias, EP O sacerdócio de Cristo e o ministerial

9

2010-4

Artigo Acadêmico
Thiago de Oliveira Geraldo O sacerdócio levítico no contexto histórico-bíblico

9

2010-4

Artigo Acadêmico
Carlos Adriano Santos dos Reis, EP Um estudo jurídico sobre Os atuais responsáveis pela formação doutrinal dos candidatos ao sacerdócio

9

2010-4

Artigo Acadêmico
José Saraiva Martins, CMF O sacerdócio hoje: Algumas reflexões teológico-pastorais

9

2010-4

Artigo Acadêmico
Corentin Le Grand O ensinamento da Suma Teológica nos Seminários

9

2010-4

Artigo Acadêmico
José Saraiva Martins, CMF Il sacerdozio in S. Tommaso d’Acquino

9

2010-4

Artigo Acadêmico
João Scognamiglio Clá Dias, EP Beleza e Sublimidade Clave teológica da Nova Evangelização

10

2010-4

Artigo Acadêmico
Paulo Martos Esplendor do bom e do verdadeiro

10

2010-4

Artigo Acadêmico
Maria Cecília Seraidarian O Pulchrum Porta da mística

10

2010-4

Artigo Acadêmico
Vinícius Sabino Gomes Gótico, a Escolástica de pedra

10

2010-4

Artigo Acadêmico
Felipe de Azevedo Ramos, EP Da criatura ao Criador Uma análise da quarta via e seu confronto com a Via Puchritudinis

10

2010-4

Artigo Acadêmico
Pontifício Conselho da Cultura Via Pulchritudinis O Caminho da Beleza

10

2010-4

Resenha
Cláudio Pastro O Deus da beleza A educação através da beleza

10

2010-4

Resenha
João Scognamiglio Clá Dias, EP Os carismas e as instituições jurídicas A Graça e a Lei enquanto realidades harmônicas

11

2010-4

Artigo Acadêmico
Pietro Amenta Pessoa, relações interpessoais e relação conjugal no pensamento de Antonio Rosmini

11

2010-4

Artigo Acadêmico
Bruno Esposito, O.P. O direito internacional entre passado e futuro Uma proposta concreta para sua evolução

11

2010-4

Artigo Acadêmico
Lamartine de Hollanda Cavalcanti Neto O processo psicológico de formação de certezas e as decisões ético-jurídicas

11

2010-4

Artigo Acadêmico
Carlos Adriano Santos dos Reis, EP Bento XVI decreta enriquecedoras precisões ao Código de Direito Canônico

11

2010-4

Artigo Acadêmico
Hugo da Silva Cavalcante, OSB A Legislação Universal Extracodicial do Código de Direito Canônico

11

2010-4

Resenha
João Scognamiglio Clá Dias, EP O primeiro olhar da inteligência

12

2010-4

Artigo Acadêmico
Edson Oriolo As estruturas fundamentais do homem segundo Lima Vaz

12

2010-4

Artigo Acadêmico
Celestino Carrodeguas Nieto El concepto de persona a la luz del Vaticano II

12

2010-4

Artigo Acadêmico
Jorge Filipe Teixeira Lopes, EP Natureza humana e lei natural face ao direito moderno Um ensaio sobre os Direitos Humanos à luz de São Tomás de Aquino

12

2010-4

Artigo Acadêmico
Antônio Chaves Sobrinho O hilemorfismo aristotélico e seus reflexos em São Tomás As relações dos homens com Deus e entre si

12

2010-4

Artigo Acadêmico
Lamartine de Hollanda Cavalcanti Neto Aplicações da Psicologia Tomista à Psicologia Pastoral quanto ao governo das emoções

12

2010-4

Artigo Acadêmico
São Tomás de Aquino Rigans Montes

12

2010-4

Tradução
João Scognamiglio Clá Dias, EP Os princípios da ação moral Caminho seguro para chegar à Santidade

13

2011-5

Artigo Acadêmico
Leopoldo Werner Benjumea, EP Os fundamentos da lei natural e sua correlação com a lei positiva

13

2011-5

Artigo Acadêmico
José Victorino de Andrade, EP A caridade enquanto fundamento da lei e da justiça, via mestra da Igreja, luz para todas as sociedades

13

2011-5

Artigo Acadêmico
Thiago de Oliveira Geraldo Análise filosófico-teológica do conceito de ato humano em São Tomás de Aquino

13

2011-5

Artigo Acadêmico
Liliana Beatriz Irizar El influjo de la afectividad virtuosa en el conocimiento de la verdad práctica

13

2011-5

Artigo Acadêmico
Juliane Vasconcelos Almeida Campos, EP Resgate da Metafísica: uma resposta ao relativismo moral contemporâeno?

13

2011-5

Artigo Acadêmico
Paulo Faitanin A dignidade do homem A antropologia filosófica de Santo Tomás de Aquino

13

2011-5

Tradução
João Scognamiglio Clá Dias, EP Beleza e Nova Evangelização

14

2011-5

Artigo Acadêmico
Francisco Berrizbeitia Hernandez La belleza como “locis theologico” Hans Urs von Balthasar y la recuperación de la belleza en la teología del siglo XX

14

2011-5

Artigo Acadêmico
Vanderson Meirelles A Beleza que salva

14

2011-5

Artigo Acadêmico
Juliane Vasconcelos Almeida Campos, EP Pulchrum: o encontro com a transcendência absoluta em nossos dias

14

2011-5

Artigo Acadêmico
Monica Erin MacDonald, EP The Liturgical experience: beauty and transcendence

14

2011-5

Artigo Acadêmico
Edgar de Bruyne A Estética da Idade Média

14

2011-5

Tradução
Maria Elizabeth Reicher Introdução à estética filosófica

14

2011-5

Resenha
Benedito Beni dos Santos Verbum Domini

15

2011-5

Artigo Acadêmico
Santiago Ignacio Morazzani Arráiz, EP María, un corazón dócil ante la palabra de Dios: modelo esplendoroso de la contemplación (Lc 2, 41-52)

15

2011-5

Artigo Acadêmico
Thiago de Oliveira Geraldo O significado de perfeição no contexto de Mateus (5, 48)

15

2011-5

Artigo Acadêmico
Juan Donoso Cortés Discurso Acadêmico sobre a Bíblia

15

2011-5

Tradução
São Tomás de Aquino Este é o livro dos mandamentos de Deus

15

2011-5

Tradução
J. Ratzinger / Bento XVI Jesus de Nazaré: Da entrada em Jerusalém até a Ressurreição

15

2011-5

Resenha
Hamilton José Naville El silencio que habla

16

2011-5

Artigo Acadêmico
Felipe de Azevedo Ramos, EP A linguagem na ordem do universo segundo São Tomás de Aquino

16

2011-5

Artigo Acadêmico
Giulia Lombardi Un sapiente che ascolti è ancora più sapiente: Parola e ascolto Incontro impossibile tra Papa Benedett o XVI e gli antichi intorno al valore di perfezionamento umano della t

16

2011-5

Artigo Acadêmico
Alessandro Salucci, OP Notas sobre Wittgenstein, São Tomás de Aquino e o “Mentalismo”

16

2011-5

Artigo Acadêmico
São Tomás de Aquino Excerto dos Comentários à Política de Aristóteles: Livro I

16

2011-5

Tradução
João Scognamiglio Clá Dias, EP Arautos do Evangelho: carisma,  espiritualidade e finalidade

17

2011-5

Artigo Acadêmico
Carlos Javier Werner Benjumea, EP O carisma dos Arautos do Evangelho e a perspectiva moral do seguimento de Cristo

17

2011-5

Artigo Acadêmico
Juan Pablo Merizalde Escallón, EP A formação da reta consciência no projeto educacional dos Arautos do Evangelho

17

2011-5

Artigo Acadêmico
São Tomás de Aquino Contra retrahentes, Capítulo III Sobre a admissão de jovens na vida religiosa

17

2011-5

Artigo Acadêmico
Donald S. Prudlo The Origin, Development and Refinement of Medieval Religious Mendicancies

17

2011-5

Artigo Acadêmico

Congresso sobre o Sacramento do Matrimônio na Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino (Angelicum, Roma)

Cardeal Zenon Grocholewski
Cardeal Zenon Grocholewski

A primeira conferência, proferida por D. Giuseppe Abbà S.D.B – da Università Pontificia Salesiana –, versou sobre a ética tomista entre a lei e a virtude, considerada como problema central dentro do matrimônio.

Em seguida, o dominicano Pe. Vincenzo Benetollo O.P., Presidente da SITA, tratando do amor como “arquiteto do matrimônio”, disse que “O verdadeiro amor gera amizade e não o interesse”,[1] pois o amor que gera interesse é uma amizade imperfeita e por isso é efêmero. Assim, explicava o Pe. Benetollo, a amizade conjugal é completa e perfeita, sobretudo, porque é fruto de um amor gratuito. Enquanto não tem em vista a própria vantagem, ela é fonte de autêntica alegria. E esse amor gratuito, verdadeiro, é aquele que tem como finalidade a Deus.

IMG_2988Ainda no primeiro período do Congresso, o Pe. Terence Kennedy C.Ss.R – da Università Alfonsianum – desenvolveu considerações sobre o significado do matrimônio no pensamento de São Tomás, mostrando que “Só o matrimônio em Cristo é um ‘verdadeiro sacramento’”.[2]

A quarta conferência foi feita pelo Cardeal Zenon Grocholewski, Prefeito da Congregação para a Educação Católica, na qual considerou os direitos e os deveres dos pais ao educar os filhos. O tema foi abordado baseando-se no pensamento de São Tomás de Aquino acerca do direito natural, o qual está no fundamento dos direitos e dos deveres que têm os pais ao educar os filhos.

Após sua conferência, o Cardeal Grocholewski presidiu a celebração da Santa Missa, onde durante a homilia disse que “A qualidade da teologia cultivada, depende da fé pessoal”.[3] E ainda, que “cada um é responsável pela própria fé, pois ela aumenta ou diminui”.[4] Por isso, concluiu o cardeal, é necessário que se cultive a própria fé, pois da fé não depende apenas a teologia, mas também “o frutificar do nosso apostolado no mundo de hoje”.[5]IMG_3033

Depois da Celebração Eucarística, deu-se exposição feita pela Dra. Lorella Congiunti – Diretora da SITA – sobre o conceito filosófico de natureza no pensamento de São Tomás de Aquino. Por sua vez, o P. Aldo Vendemiati, FFB – decano de Filosofia da Pontificia Università Urbaniana – abordou o tema das referências que o Doutor Angélico faz ao direito natural ao tratar do sacramento do matrimônio. A última conferência do Congresso, feita pelo Pe. Francesco Compagnoni O.P. – do Angelicum –, versou sobre a questão do matrimônio como direito humano. Para encerrar o dia de estudos tomistas acerca do matrimônio, foi realizado um debate, dirigido pelo Profº Graziano Perillo – administrador geral da SITA e professor da Universidade Pontificia Salesiana –, sobre todos os temas abordados durante as várias conferências do dia.


[1] “Il vero amore genere amicizia e non interesse”.

[2] “Solo il matrimonio in Cristo è un ‘vero sacramento’”.

[3] “La qualità della teologia coltivata, dipende della fede personale”.

[4] “Ciascuno è responsabile per la propria fede, perché lei accresce o diminuisce”,

[5] “Il fruttificare del nostro apostolato nel mondo di oggi”.

Homenagem a Nossa Senhora da Mongólia

Foi inaugurada no início de setembro, na diocese de Bao Tou, Mangólia, a maior e mais bela praça do interior da estepe mongol. Dedicada à Virgem Maria, a praça tem 7.500 metros quadrados, dos quais 4.000 de area verde.

Segundo informe da agência Fides, milhares de fiéis participaram da Missa inaugural ― concelebrada por três Bispos e cerca de 30 sacerdotes ― e da cerimônia de bênção da praça e da monumental imagem de Nossa Senhora da Mongólia (8,4 metros de altura).

Quarenta universitários católicos que estão participando do programa “Camping da Vida de Fé” apresentaram um espetáculo sobre o tema da devoção à Mãe de Deus.where is it at?

A inauguração da praça completou a obra de reconstrução e restauração do complexo paroquial, iniciada em julho de 2009. “Nossa Senhora protegerá nossa obra de evangelização”, declarou o pároco, cheio de confiança e entusiasmo ante as novas perspectivas de apostolado.

Legião de Maria comemora 90º aniversário


A Legião de Maria festejou em todo o mundo, no mês de setembro, seu 90º aniversário de fundação.

Frank_DuffFundada pelo Servo de Deus Frank Duff em 1921, na cidade de Dublin, capital da Irlanda, a Legião estendeu em poucos anos para todo o mundo suas atividades evangelizadoras. Ela se define como “uma Associação formada por leigos, que tem como fim a glória de Deus, pela santidade de seus membros, através de oração e por um trabalho de apostolado em favor do próximo” (www.legiaodemaria.org.br).

Em São Paulo, as comemorações abrangeram também os sessenta anos de atuação no Brasil. O ponto culminante foi a Missa celebrada na Catedral da Sé em 7 de setembro pelo Cardeal Odilo Scherer, Arcebispo Metropolitano, assistida por mais de dois mil legionários. “A Legião de Maria fez muito bem até aqui e continuará, certamente, a fazer muito bem, dentro da sua mística, da sua pedagogia e das suas missões, assumidas com muito empenho e simplicidade, sempre no exemplo Maria que, tendo recebido a graça de ser a Mãe do Filho de Deus, não segurou isto para Si, mas levou aos outros” ― afirmou Dom Odilo, na homilia.

Num ato similar de comemoração, realizado em outro extremo do Planeta, o Bispo de Hong Kong, Dom John Tong, manifestou seu apreço pela Legião de Maria, qualificando-a de “força competente da evangelização diocesana” ― segundo notícia da agência Fides.

Beatificação das cinco “Mártires do Drina”

Cinco religiosas da Congregação das Filhas do Amor Divino foram beatificadas em 24 de setembro na cidade de Sarajevo (Bósnia e Herzegovina), em cerimônia presidida pelo Cardeal Angelo Amato SDB, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.martiresdodrina

A Via-Crucis das “Mártires do Drina” (rio da região dos Bálcãs), como são conhecidas, teve início em 11 de dezembro de 1941, durante a Segunda Guerra Mundial. Encontravam-se elas na cidade de Pale ― ocupadas em alimentar crianças órfãs e dar socorros e remédios aos pobres e mendigos que a elas recorriam ― quando seu convento foi saqueado e incendiado por milicianos chetniks que as aprisionaram e conduziram para Gorazde, a 65 quilômetros de distância, submetidas a brutalidades durante a caminhada de quatro dias em região montanhosa, sob intenso frio.

Uma delas, de 76 anos, foi morta no trajeto. As demais foram levadas ao quartel dos chetniks em Gorazde, onde estes as intimaram a renunciar a seus votos religiosos, especialmente o da castidade. Ante a categórica resposta negativa, eles as insultaram, espancaram, esfaquearam e jogaram no rio Drina.

São estes os nomes das cinco heroínas da Fé que brilham no Céu como um sol por toda a eternidade: Berchmana Leidenix (austríaca), Krizina Bojanc (eslovena), Jula Ivanisevic (croata), Atonija Fabjan (eslovena), e Bernadete Banja (húngara).

http://filhasdoamordivino.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=135:martires&catid=1:latest-news

Padre Luiz Antônio Bento lançará livro sobre “Bioética e pesquisa em seres humanos”

Publicado 2011/10/14

Autor: Gaudium Press
Secção: Brasil

Maringá (Sexta-Feira, 14-10-2011, Gaudium Press) Doutor em Bioética e integrante da Comissão de Bioética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Padre Luiz Antônio Bento lançará o livro “Bioética e pesquisa em seres humanos”. No evento, que será realizado no dia 22 de outubro, às 20h, no salão da paróquia São José Operário, em Maringá, no Paraná, os participantes terão a oportunidade de conhecer a opinião do pesquisador sobre essa questão da bioética que desafia o mundo científico, os organismos governamentais nacionais e internacionais e toda a sociedade. peluiz1

Mesmo com todos os esforços em elaborar e divulgar normas, declarações e diretrizes éticas para regulamentar as pesquisas biomédicas em seres humanos, até hoje ainda não existem instrumentos totalmente eficazes para garantir a segurança, a integridade, o respeito e a dignidade das pessoas sujeitos de pesquisas. Nesse sentido, o livro propõe aprofundar limites éticos axiológicos das diretrizes internacionais e nacionais que regulamentam as pesquisas em seres humanos no Brasil, com uma linguagem objetiva e despretensiosa, mas perfeitamente adequada.

A obra se apresenta como uma contribuição para o aprofundamento de princípios da eticidade do agir do homem no campo das pesquisas biomédicas. De acordo com o autor do livro, a biomedicina está presente na sociedade como um dos ramos mais promissores da biotecnologia. O que significa que é fundamental conhecer as suas possibilidades e aplicações na vida prática do ser humano. “Não se trata de uma utopia cientifica, mas uma realidade sempre mais perto de nós que, se bem usada, poderá ser de grande benefício para a humanidade”, afirma.

O Padre Luiz Antônio também destaca em seu livro que em razão da rapidez com que caminha o desenvolvimento biotecnológico, o respeito ao ser humano não pode ser subordinado ao interesse das ciências e da atividade experimental. Deve-se, segundo ele, avançar conforme os limites éticos estabelecidos pelo respeito natural devido ao sujeito em pesquisa e às normas sobre pesquisas envolvendo seres humanos.

Por fim, o sacerdote ainda lembra que o que sustenta e fundamenta os direitos, a dignidade e o valor do outro é a sua própria vida e a sua liberdade de viver plenamente, sem nenhum tipo de ameaça. “Na busca de novos conhecimentos científicos, o ser humano não pode ser reduzido meramente a um meio, pois reduzi-lo ao estatuto de meio conduz a graves violações do respeito a ele devido. Vale o imperativo: não fazer ao outro aquilo que não quero que façam a mim mesmo”, conclui. (FB).

Várias dioceses em Portugal estão apoiando economicamente alunos universitários

Lisboa (Terça-feira, 11-10-2011, Gaudium Press) Várias dioceses em Portugal estão apoiando economicamente alunos universitários que estão passando por dificuldades financeiras e não conseguem pagar as mensalidades, fato que tem se tornado cada vez mais constante por conta da crise economica e social que atinge a Europa.

logo

Segundo o padre Marco Luis, diretor do Serviço Pastoral do Ensino Superior (SPES) de Setúbal, “o Fundo de Esperança Solidária foi criado no final de 2008 e já ajudou dezenas de alunos totalizando mais de 20 mil euros em ajudas financeiras prestadas além do seguimento das situações”.

O padre António Bacelar, diretor do Secretariado Diocesano da Pastoral Universitária do Porto, comenta que o “Fundo de Solidariedade foi criado na diocese em 1992 e ajudou até hoje mais de 700 pessoas, com mais de 200 mil euros. “O amor concreto para com cada um pode ir mesmo para além da medida das nossas possibilidades, para ter antes a medida das necessidades de quem é socorrido. Sobretudo quando, já por duas vezes, nos vimos forçados a suspender o Fundo por declarada falência, não faltou a resposta da providência divina de uma ou outra oferta totalmente inesperada”, relata o sacerdote.

Já o padre Nuno Santos, assistente nacional do Serviço Nacional da Pastoral do Ensino Superior, fala da identidade deste organismo da Igreja Católica, explicando a necessidade de “rasgar horizontes de relação da terra com o céu na vida daqueles que passam grande parte do seu tempo nas nossas universidades, politécnicos e outras instituições do ensino superior”.

O sacerdote diz ainda que “uma pastoral do ensino superior mais do que ter respostas deve ajudar a fazer perguntas sobre o sentido mais profundo o existir; mais do que apresentar soluções deve aceitar fazer caminho; mais do que fazer coisas devem estruturar percursos de identidade com os docentes, os investigadores, os funcionários e os estudantes”.(LB)

Comitato Internazionale per il 1° Centenario della nascita di Cornelio Fabro

Sede della Presidenza: Casina Pio IV (00120) Città del Vaticano
Segreteria: Via Mazzarino, 16 (00184) Roma.

Tel. +39 – 069766752 (lun-sab dalle 9,00 alle 12,00)
Cell. 3403649154 / 3461001877

www.centenariofabro.org – [email protected]

[email protected]_________________

CONGRESSO INTERNAZIONALE
PER IL CENTENARIO DELLA NASCITA DI CORNELIO FABRO

VENERDÌ 7 E SABATO 8 OTTOBRE
Palazzo della Cancelleria
Roma, Piazza della Cancelleria, 1

SCHEDA DI ISCRIZIONE

Nome e Cognome_____________________________________
__

E-mail________________________________________________

Richiesta dell’attestato di presenza: sì no

Inviare a: [email protected]

Per ulteriori informazioni vedi: www.centenariofabro.org.

NOTA BENE: per concelebrare la Santa Messa di DOMENICA 9 OTTOBRE nella Basilica di San Lorenzo fuori le Mura alle ore 9,30, si prega di portare i paramenti sacri.

Colômbia presta homenagem ao Beato João Paulo II

800px-Flag_of_Colombia

Com a presença do Presidente da República, de membros do Corpo Diplomático e outras personalidades do mundo político e empresarial, juntamente com 96 Bispos reunidos para a 91ª Assembleia Plenária do Episcopado Colombiano, foi prestado um ato de homenagem ao Beato João Paulo II por ocasião do 25º aniversário de sua visita apostólica a este país, em julho de 1986.

Durante o ato, intitulado  João Paulo, Mensageiro da Paz, o Presidente Juan Manuel Santos Calderón recordou que essa visita representou “um raio de esperança, um bálsamo de fé, de tranquilidade para nosso povo”, nos difíceis momentos pelos quais passava então a Colômbia. E o Núncio Apostólico, Dom Aldo Cavalli, destacou o convite feito pelo Papa aos colombianos nessa oportunidade, quando lhes propôs “mudar o curso dos acontecimentos”.

Promovido pela Conferência Episcopal Colombiana e por um comitê ad hoc composto por membros da sociedade civil, o evento, realizado no dia 5 de julho, culminou com uma solene Concelebração Eucarística na Catedral de Bogotá, presidida pelo Arcebispo Metropolitano,

Prof. Dr. Wim Verbaal ministrará curso no IFAT: A literatura latina e o Anseio de exprimir o Inexprimível

Há emoções, belezas e realidades na vida que não são inteiramente exprimíveis pela linguagem humana. Dentre estas, uma nos deixa literalmente “sem palavras”: Deus.

Sim. Deus é inefável e o homem nem sempre encontra uma linguagem apropriada para definir sua essência e grandeza. A mente humana é extremamente limitada para poder entender toda a dimensão divina. Por mais que se esforce, jamais o homem poderá entender esta grandeza por suas próprias forças ou através do seu mero raciocínio. Como escreveu Santo Agostinho, “estes mistérios são grandes demais e contêm uma espécie de divino segredo, e se nós tentarmos desenvolvê-los como lhes convém, não teríamos nós nem tempo nem força para tal”[1].

Wim Verbaal Professor Universiteir van Gent Belgie

Ao longo da sua história, o homem empreendeu uma admirável e rica epopeia para exprimir o ser divino usando todas as possibilidades da inteligência e de sua produção mais pura e sensível que é a palavra.

É precisamente este o tema que o Prof. Dr. Wim Verbaal ministrará para os alunos do Instituto Filosófico Aristotélico Tomista (IFAT) em São Paulo entre os dias 12 a 16 de Setembro de 2011 (carga horária: 20 horas).

O curso tratará sobre o principal objeto dos estudos eclesiásticos filosóficos, ou seja, Deus.  Mais especificamente, o Prof. Verbaal abordará “o desenvolvimento e a mudança da língua latina em sua tentativa de exprimir o inexprimível”.  Através da leitura dos principais textos clássicos, será apresentado o que se tentou pensar, raciocinar e dizer sobre Deus, o Ser inefável.

O Curso seguirá uma sequência cronológica de autores latinos desde Lucrécio e Cícero até São Bernardo de Claraval, bem como outros autores cristãos do século XII dando um especial enfoque aos seus escritos sobre o conceito de Deus.

Dr. Wim Verbaal é membro do Departamento de Estudos literários da Universidade de Gent, Bélgica e especialista em literatura latina e grega. Publicou várias obras sobre São Bernardo de Claraval e sobre a literatura latina da Idade Média, bem como de autores clássicos.

Prof. dr.Wim.M. Verbaal

Latijnsetaal en literatuur

Latin language and Literature

Universiteit Gent

Dpt.: Letterkunde

Ghent University

Dpt.: Literary Studies

Blandijnberg 2

B – 9000 GENT

tel : xx32 / (0)9 / 264.40.38

fax : xx32 / (0)9 / 264.41.64

e-mail :[email protected]


[1] Santo Agostinho. Sermão 7.