Instituto filosófico e Teológico dos Arautos do Evangelho ITTA – IFAT

Instituto Teológico São Tomás de Aquino

Instituto filosófico e Teológico dos Arautos do Evangelho  ITTA – IFAT - Instituto Teológico São Tomás de Aquino

Id por todo el mundo y predicad el Evangelio a toda criatura. El que creyere y fuere bautizado, será salvo (Cf. Mc. 16, 15-17)

El Señor nos dice: Id, y enseñad a todas las naciones, bautizándoles en el nombre del Padre, y del Hijo, y del Espíritu Santo; enseñándoles que guarden todas las cosas que os he mandado; y Yo estaré con vosotros, todos los días, hasta el fin del mundo. Amén. (Cf. Mt 28, 19-20).

Los seminaristas de los Heraldos del Evangelio desean que se haga realidad esta divina presencia en las almas, por este motivo, imparten clases de catecismo, todos los sábados, a decenas de niños y jóvenes que pertenecen a la Parróquia de Nuestra Señora de las Gracias.

Con esto, muchos jóvenes tienen la oportunidad de prepararse para recibir los sacramentos y, posteriormente, de poder continuar participando en las diversas actividades pastorales de su parroquia. De esta manera los Heraldos quieren “ser una casa de familia, fraterna y acogedora, donde los bautizados y los confirmados toman conciencia de ser pueblo de Dios”(cf. Catechesi tradendae, 67).

Catequesis

Las clases de catecismo son impartidas todos los sábados. Para ello, los seminaristas se esmeran en sus estudios durante toda la semana para, así, poder transmitir de forma fácil y accesible las verdades de la fe.

 Continuidad

Terminado este período, los jóvenes pasan para un curso más avanzado donde sábado a sábado son instruidos en materias como la Historia Eclesiástica, la Bíblica, la Evangelización, entre otras.

El trabajo de catequesis es complementado con excursiones y visitas a lugares históricos, culturales y religiosos, con la finalidad de ampliar los conocimientos y despertar el interés por las diversas artes y ciencias, favoreciendo además el descubrimiento de dones y facilidades en los jóvenes para que, bien cultivados desabrochen y den frutos en el futuro.

“Mens Sana in Corpore Sano”

“Mente sana en cuerpo sano” es lo que dice la máxima latina. Bien sabemos que la salud de la mente depende bastante del vigor del cuerpo. Por eso, los catequistas nunca dejan de lado una buena y saludable actividad “reponedora” que, según recientes pesquisas, ayudan en el desenvolvimiento en los estudios.

Instrumentos del Espíritu Santo

Es así que todos los sábados los seminaristas de los Heraldos del Evangelio cambian las clases por los ambientes más diversos de la parroquia, para poder servir como instrumentos al Espíritu Santo, y de esta forma cumplir el mandato de “conducir al mayor número posible de fieles, en su vida cotidiana, a un esfuerzo humilde, paciente, y perseverante para conocer siempre mejor el misterio de Cristo y dar testimonio de Él” (Catechesi tradendae, 72).

 Alcides Gutiérrez/ 2º Teologia

Para que todos sean uno. Jn 20,27

“Para que todos sean uno” (Jn 17:21)

 

Este martes, 23 de julio, tuvimos la oportunidad de recibir en  la Basílica de Nuestra Señora del Rosario 120 peregrinos de Panamá, con ellos compartimos durante toda la tarde culminando con una Eucaristía solemnizada por el coro del seminario con cantos gregorianos y polifónicos.

Entre ellos conocimos al joven Rodolfo Franceschi con el cual tuvimos la oportunidad de conversar al respecto de la JMJ durante largo tiempo, escribimos a continuación algunas partes de la animada conversa.

¿De dónde viene y con quién?

Me llamo Rodolfo Franceschi, soy de Panamá y pertenezco al Camino Neocatecumenal desde hace diez años. Es con ellos que me encuentro aquí en Brasil para ver al Papa.

-¿Qué fue lo que lo animó a viajar desde Panamá a Brasil para conocer al Papa?:

Anteriormente tuve la oportunidad de ir a Madrid a la Jornada Mundial. Entonces, al saber que en ésta vendría el Papa francisco, tan carismático, lleno del espíritu del Señor, quise venir, pues, quiero que el Señor obre en mí para poder llevar la Buena Noticia y el buen espíritu a Panamá.

Estoy en busca de la conversión, pues, es lo más importante para mí, que la voluntad de Dios se cumpla en mi vida y es por esto que decidí estar acá.

-¿Qué espera de la JMJ, no solo para usted, mas, para todos los jóvenes?

Una renovación, un nuevo espíritu, pues la juventud hoy en día está un poco perdida. Quiero para ellos que encuentren en la JMJ alegría, paz, amor, pero sobre todo el perdón.

¿Qué mensaje daría para los jóvenes en la JMJ?

Tenemos uno muy peculiar que es:

¿Dónde está el papa?: ¡Aquí está con panamá!

Y algo más espiritual sería:

Jóvenes: Abran el corazón pues Dios los ama y realmente resucitó y está con nosotros y la Santísima Virgen también nos acompaña pues es nuestra Madre.

 

Esperamos que como nuestro amigo Rodolfo todos abramos el corazón al amor de Dios y creamos en Él  “Para que todos sean uno” (Jn 17:21).

 

À busca de mais almas, para o Reino de Deus

Os Arautos do Evangelho possuem o grande privilégio de estarem ao encargo da Paróquia Nossa Senhora das Graças, pertencente à diocese de Bragança Paulista situada na grande São Paulo, sob o báculo pastoral de D. Sérgio Aparecido Colombo. E entre as várias atividades que possuem, uma delas é sem dúvida o cumprimento das divinas palavras de Nosso Senhor: “Estive doente e me visitaste”. (Mt. 25, 36)

Segundo um dos princípios do Catecismo da Santa Igreja, a enfermidade e o sofrimento sempre estiveram presentes na vida de todos os descendentes de Adão. Na doença o homem fica cônscio de sua pequenez e de sua dependência. E isso, pode ser uma coisa boa para aqueles que estão unidos a Deus; mas – assim continua o Catecismo – há o risco de para os que não estão a Ele unidos. Pode ser ocasião de desespero e grande tristeza. A pessoa pode fechar-se em si mesma, e não ter mais ânimo para viver, e deixar-se levar por sua doença e esperar de modo infeliz, o fim de seu curso nesta terra.(CIC 1501)

E com intuito de reverter esta realidade, e fazer com que a enfermidade não seja ocasião de distanciar-se de Deus, mas sim de aproximação ou retorno a Ele. Um sacerdote e um seminarista dos Arautos aos sábados sempre realizam uma obra de caráter espiritual destinada às pessoas idosas ou enfermas. Essas, por estarem impossibilitadas da participação mais ativa na comunidade têm a possibilidade de receberem em suas casas os auxílios sobrenaturais para benefícios de suas almas, tais como os Sacramentos, as orações e também uma palavra de conforto.

Tal missão enquadra uma série de pessoas carentes de auxílios sobrenaturais de uma das zonas mais pobres dos municípios de Caieiras e Mairiporã. É ministrado para essas, a sagrada comunhão, e às vezes aproveitam para reconciliar-se com Deus através do Sacramento da Penitência. Os beneficiados confirmam com o seu testemunho, o que encontra-se no Catecismo da Santa Igreja:(…) “a comunhão do Corpo e Sangue de Cristo tem significado e importância particulares. É semente de vida eterna e poder de ressurreição, segundo as palavras do Senhor: quem come a minha carne e bebe do meu sangue possui a vida eterna, e Eu o ressuscitarei no último dia”(CIC.1524).  Alguns, depois de serem atendidos espiritualmente, afirmam entusiasmados ressaltando que as enfermidades melhoram, e as dificuldades próprias destas diminuíram.

Com as graças que vemos transbordar dos corações dessas pessoas, vem consequentemente o desejo delas lançarem seus olhos ao Céu e fazer uma oração, seja em forma de pedido, seja em louvor, ou ainda em agradecimento. E isso feito muitas vezes por toda a família. Fazendo-nos lembrar uma frase muito conhecida de sua Santidade João Paulo II: a família que reza unida, permanece unida. E também as Palavras do Divino Mestre: “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou ali, no meio deles”. (Mt. 18, 20)

É realizado ainda a benção nos lares e nos demais objetos das casas, a fim de que tudo esteja inteiramente consagrado ao serviço de Deus. E também sejam afastados os espíritos do mal. Após isto, o sacerdote procura por meio de conselhos procura exortar aos presentes a vida de oração cotidiana. Pois o que realmente dará continuidade a missão, é a oração. O intuito dos Arautos com esta missão evangelizadora, é sobretudo plantar em cada uma das casas visitadas uma semente da frondosa árvore chamada Reino de Deus, e esta consiste em conscientizar a todos do grande valor da oração na vida cotidiana dos fiéis, pois esta consiste sempre em uma oração da Igreja, e em uma comunhão com a Santíssima Trindade. (Cf. IGLH. 9).

Toda essa missão não acontece sem o auxílio initerrupto da Santíssima Virgem Maria a qual não quer outra coisa para cada um de nós senão que estejamos junto ao seu Divino Filho, no convívio celestial próprio do Reino de Deus. Sendo assim os Arautos do Evangelho agradecem Àquela que é a Estrela da Nova Evangelização por todos os seus maternais auxílios em favor de cada um de seus filhos.

Luan Felipe de Souza/ 2ºTeologia

Uma tarde com Nosso Senhor Sacramentado

Panorama da Cidade de Bragança Paulista no dia de Corpus Christi

No belo entardecer do dia 30 de maio, solenidade de Corpus Christi, o Bispo da diocese de Bragança Paulista, o Exmo. e Rvmo. D. Sérgio Aparecido Colombo, organizou com o auxílio do clero diocesano uma abençoada procissão em louvor ao Santíssimo Sacramento. Costume tradicionalmente realizado nessa cidade.

Os fiéis, reunidos em talvez mais de mil pessoas, adoravam a Jesus realmente presente no Sacramento do Altar.

Tal cerimônia teve início com a Santa Missa no ginásio do colégio L. E. Sagrado Coração de Jesus, o qual ficou inteiramente repleto.

Ao término da celebração, foi exposto o Santíssimo e prosseguido de breves instantes de adoração em recolhimento. Deu-se então início à procissão. E a pedido de D. Sérgio os seminaristas dos Arautos do Evangelho tiveram a honra e alegria de executar músicas durante a mesma. E segundo a expressão do senhor Bispo: “abrilhantaram e animaram ainda mais a solene procissão”

O povo entusiasmado acompanhava com cantos e orações. E fervorosamente portavam velas as quais, segundo o Bispo, “simbolizavam a Fé e ardor do povo”

De fato, essa é uma das principais festas da Igreja Católica, o dia de Corpus Christi, celebrado nove dias após a descida do Espírito Santo. Tal solenidade teve sua origem em 1247 na Bélgica, instituída por Urbano IV, em resposta à opinião de Berengário de Tours, o qual, afirmava que a presença de Jesus era somente simbólica. A partir dessa instituição, iniciou-se o costume de sair em procissão com o Santíssimo. E o primeiro Papa a fazer isto foi Nicolau V em 1447 nas ruas de Roma.

E, como se pode testemunhar, tal costume não cessa de atrair multidões até os dias de hoje. Essa bela tradição, foi mais uma vez comprovada pela diocese de Bragança Paulista, com tão marcante cerimônia.

Durante a procissão foram dirigidas palavras e recitadas orações em glorificação ao Corpo de Jesus Eucarístico. E por fim, foram recitadas as orações finais e bênção solene pelo Presidente da cerimônia, com a praça ainda repleta de fiéis.

Toda essa cerimônia foi sem dúvida gratificante para os seminaristas dos Arautos por prestarem esse serviço à Santa Igreja, em ocasião tão insigne, através das mãos do Exmo. D. Sérgio Aparecido Colombo.

Despedida dos membros dos Arautos do Evangelho com D. Sérgio.

André Luiz de Moura Pereira e Luan Felipe de Souza / 2º Teologia