Por decreto da Santa Sé, Pontifícia Universidade Católica do Peru perde os títulos de “Pontifícia” e de “Católica”

logo_home

A Santa Sé, com Decreto do Emmo. Secretário de Estado, com base no específico mandato Pontifício, decidiu retirar à Pontifícia Universidade Católica do Peru o direito de uso na própria denominação dos títulos de “Pontifícia” e de “Católica”, em conformidade à legislação canônica. O anúncio foi dado no sábado de manhã pela Sala de Imprensa da Santa Sé. Em um comunicado sobre o decreto publicado em italiano e espanhol foi dada a decisão tomada depois da recusa da citada Universidade em adequar os próprios estatutos à constituição apostólica “Ex corde Ecclesiae” de 15 de agosto de 1990.

A Universidade foi fundada em 1917 e em 1942 foi erigida canonicamente com Decreto da Santa Sé. O comunicado do Vaticano afirma que o ateneu “a partir de 1967 modificou mais de uma vez unilateralmente os Estatutos com grave prejuízo dos interesses da Igreja”. Por isso, “a partir de 1990 em diante a Universidade, mais de uma vez solicitada pela Santa Sé a adequar os seus Estatutos à Constituição Apostólica “Ex Corde Ecclesiae” (15 de agosto de 1990), não correspondeu a tal dever legal”.

A decisão de retirar os títulos foi do Cardeal Secretário de Estado do Vaticano, depois de um longo diálogo iniciado com a Universidade em seguida a uma visita canônica em dezembro de 2011 e depois do encontro pessoal entre o Cardeal Tarcisio Bertone e o reitor em fevereiro passado. Mas “ultimamente o Reitor com duas cartas endereçadas ao Emmo. Secretário de Estado, manifestou a impossibilidade de atuar o que foi requisitado, condicionando a modificação dos Estatutos à renúncia por parte da Arquidiocese de Lima ao controle da gestão dos bens da Universidade”, informou o comunicado.

“A Santa Sé continuará a seguir a evolução da situação da Universidade, fazendo votos que em um futuro próximo as autoridades acadêmicas competentes reconsiderem a sua posição, com a finalidade de poder rever a presente medida. A renovação pedida pela Santa Sé tornará a Universidade mais capacitada para responder à tarefa de levar a mensagem de Cristo ao homem, à sociedade e às culturas, segundo a missão da Igreja no mundo”, conclui o comunicado. (AA)

Deixe uma resposta