Encontro Mundial de Responsáveis e Diretores Espirituais das Obras Eucarísticas da Igreja

“Necessitamos aumentar a comunhão com Cristo e entre nós mesmos”, declarou na Universidade Católica San Antonio (UCAM), o presidente do Pontifício Comitê para os Congressos Eucarísticos Internacionais, e Arcebispo de Martirano, Mons. Piero Marini, durante a inauguração do Encontro Mundial de Responsáveis e Diretores Espirituais das Obras Eucarísticas da Igreja, realizado na Igreja do Mosteiro dos Jerônimos, templo anexo à Universidade Católica San Antonio da cidade de Múrcia, Espanha, em preparação para o 50º Congresso Eucarístico Internacional em Dublin, Irlanda, em 2012. 1

Após a celebração da Eucaristia, presidida por Mons. Marini, houve o ato inaugural do simpósio do qual participaram os presidentes da UCAM, e da Federação Mundial das Obras Eucarísticas da Igreja, José Luis Mendoza e Eduardo Moreno, e o Bispo da Diocese de Cartagena, Mons. José Manuel Lorca Planes.

O presidente da Universidade Católica San Antonio, José Luis Mendoza, defendeu o estímulo à presença cristã no mundo universitário do nosso tempo e destacou a vocação da liberdade e a evangelização como pilares da UCAM.

Por sua vez, o responsável mundial das Obras Eucarísticas da Igreja, Eduardo Moreno, sugeriu o cuidado pela dignidade nos sacrários e capelas, assim como, fomento da prática eucarística entre as crianças. Em seguida, o Bispo de Cartagena, Mons. Lorca Planes, relembrou o papel da Eucaristia como sendo a raiz da vida cristã.  Mons. Marini ressaltou a necessidade de manter uma plena comunhão com Cristo e com o Papa.

2Essa primeira jornada incluiu a entronização na Igreja dos Jerônimos de um retrato do Papa João Paulo II, pintado pelo artista murciano, José María Falgas, uma mesa redonda sobre a Adoração Eucarística, constituída pelo Diretor Espiritual do Conselho Arquidiocesano da Adoração Noturna de Los Angeles (EUA), Ramón Martí, do Conselho Nacional da Adoração, Real, Perpetua e Universal ao Santísimo Sacramento (ARPU), Mario Vázquez Carballo, e do Pastor e Promotor da Adoração Perpétua na Itália e no Estrangeiro, Roberto Pedrini.

Em seguida, houve uma conferência intitulada “Fundadores das Obras Eucarísticas: além de sua paternidade específica, o estimular perfís eucarísticos nos fiéis’, a cargo do assistente Eclesiástico da Federação Mundial das Obras Eucarísticas da Igreja, Pe. Rafael Ibarguren, EP, dos Arautos do Evangelho, e ‘A Eucaristia e a Nova Evangelização’, pelo consultor da Sagrada Congregação para o Culto Divino e para a Disciplina dos Sacramentos, Aurelio García. 3

O Cardeal D. Antonio Cañizares Llovera, num escrito dirigido a Eduardo Moreno Gómez, Presidente da Federação Mundial das Obras Eucarísticas da Igreja, quis estabelecer um “vínculo de colaboração oficial” entre a Congregação para o Culto Divino da qual é Prefeito e esta Federação. O cardeal termina seu escrito com uma exortação, animando as associações de fiéis, assim como as confrarias que tem a prática da adoração Eucarística a um compromisso especial, para que sigam “sendo fermento de contemplação para toda a Igreja e chamada à centralidade de Cristo para a vida dos indivíduos e das comunidades”.

Deixe uma resposta