E renovareis a face da terra…

Confirmaçao3Alessandro Schurig – 3º Ano de Teologia

Há quantas centenas de anos reza a Santa Igreja esta jaculatória dirigida ao Espírito Santo, para rogar que Ele, com sua irresistível e suave força, desça sobre a humanidade, trazendo uma nova ordem de coisas: “Enviai o vosso Espírito e tudo será criado, e renovareis a face da terra”. E, dessa forma, realizar a súplica ensinada por Nosso Senhor Jesus Cristo: “venha a nós o vosso reino e seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu…”

No domingo, dia 05 de setembro, o seminário da Sociedade clerical de vida apostólica Virgo Flos Carmeli pôde ter uma sensível experiência de que esse pedido não será, nem poderá ser desprezado pela Divina Providência; Sua Excia. Rvma., Dom Sérgio Aparecido Colombo, bispo diocesano de Bragança Paulista, deu aos seminaristas uma magnífica alegria: em uma missa celebrada na igreja de Nossa Senhora do Rosário, matriz provisória da mais recente paróquia da Diocese, a de Nossa Senhora das Graças, nosso querido pastor conferiu a mais de 200 paroquianos o sacramento da crisma.

Esta celebração foi cercada de todo o cerimonial e esplendor próprios a tão magnífico sacramento, destinado a formar novos “soldados de Cristo”, e de um esplendoroso sermão, em que nosso bispo frisava que “o Santo Crisma é uma continuação do batismo, onde o fiel desenvolve a fé que recebeu ao se tornar filho de Deus”, e com grande zelo pastoral afirmava ser o Bispo um “guardião desta fé”, conclamando a que “se formassem novos catequistas, e que estes desempenhassem com zelo sua função”.

Confirmaçao2Desta forma, todos os que participaram da cerimônia sentiram no fundo da alma que, assim como o Espírito Santo não abandonou os apóstolos em oração com Maria Santíssima no cenáculo, pelo contrário, veio sobre eles como em línguas de fogo para dali saírem à conquista de toda a terra, não com armas e poderosos exércitos, mas com a força irresistível da palavra, que é “viva, eficaz e mais penetrante que a espada de dois gumes” (Hb 4, 12), e assim deslumbrarem povos e terras com a doutrina da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Sobretudo estes novos soldados de Cristo, agora com os sete dons do Espírito Santo, experimentaram, “com uma imensa felicidade”, nas palavras de um neo- crismado, que a partir de então estão chamados a atrair para Jesus Cristo todos os que, em meio a nosso mundo tão marcado pelo esquecimento de Deus, afastaram-se ou não se aproximaram ainda dos maternos braços da Esposa mística de Cristo, a Santa Igreja de Deus.

Deixe uma resposta