A universidade católica tem de ser católica

GrocholewskiEntrevista com Cardeal Zenon Grocholewski: Prefeito da Congregação para a Educação Católica

Cf.  www.acidigital.com/noticia.php?id=19805

Por ocasião do 20º aniversário da Exortação Apostólica Ex Corde Ecclesiae sobre as Universidades Católicas, o Prefeito da Congregação para a Educação Católica, cardeal Zenon Grocholewski, observou que apenas “a universidade Católica que manter a sua identidade terá um futuro e contribuirá para o bem da sociedade”. Ao perder sua união com a Igreja, se tornará uma casa de estudo como outra qualquer. Aplica-se também esta norma aos colégios religiosos.

Em entrevista, o cardeal recordou que um mestre que ensina em uma casa católica de estudos deve “acreditar na Escritura e na Tradição, assim como deve estar unido ao Magistério da Igreja. É arriscado para uma pessoa querer ser mais importante que o Magistério da Igreja”.
Comentando o fato de ter recebido várias reclamações de pessoas que frequentam as universidades católicas e recebem ensinamentos que não estão em conformidade com o Magistério da Igreja, denominou este tipo de centro de estudos como “hipócritas e mentirosos”.
O Cardeal acrescentou que “o que é necessário no contexto moderno de permissividade e de relativismo é que a universidade mantenha a verdade católica, a verdade objetiva”. De fato, o ensino da ciência não exclui a doutrina da Igreja. Todo o conhecimento humano foi criado por Deus e distribuído no universo. Deus é a verdade, e esta mesma verdade é o objeto de toda ciência. O cardeal advertiu que “se uma universidade católica perde a sua identidade, torna-se similar a outras universidades, então é na prática menos significativa”, por perder sua finalidade.
Questionado sobre a opinião de Bento XVI sobre a atualidade da Educação Católica, o Cardeal Grocholewski afirmou que o Papa é “um grande admirador da Universidade Católica. Realmente se alegra quando a Universidade Católica avança e mantém a sua identidade”.
Desde 1990 – ano em que João Paulo II promulgou a Ex Corde Ecclesiae – foram constituídas 250 universidades católicas no mundo. São 1358 Universidades ou institutos católicos de educação superior. No Brasil, quinze instituições de norte a sul do Brasil são reconhecidas pelo Vaticano como católicas, dentre as quais sete são de direito pontifício.

Deixe uma resposta